FEIRAS DE NEGÓCIOS

Placa na saída: Vejo vocês no ano que vem


29 de Maio de 2021

Eventos são encontros de comunidades. Serão híbridos com certeza. Este “hibridismo” vai oferecer possibilidades de expansão das audiências e não será um substituto aos eventos presenciais. Será um complemento tecnológico muito útil.

Se você já organizou ou já participou de uma feira de negócios já deve ter prestado atenção à placa que sempre existia na saída dos eventos: "See you next year" ou "Obrigado por ter participado. Nos vemos no ano que vem"... Lembrou né?

Sempre foi feito assim não é mesmo? No ano passado tinha uma placa assim, então neste ano temos que ter uma. “Tinha uma linha no budget para fazer isso!” foram algumas das frases que eu escutei na minha carreira como organizador de feiras de negócios! Uma tristeza...

Sim, uma tristeza, pois esta é, na minha opinião, a prova cabal da mentalidade que precisa evoluir urgentemente no setor de eventos. Se você organiza uma feira para um respectivo setor da economia, uma comunidade de negócios, podendo ser uma feira, um congresso, um seminário. Parabéns! 

Você define a agenda do setor e realiza os encontros desta comunidade em periodicidade anual (é o que normalmente ocorre, mas não é a regra!). Mas porque você coloca a placa "Nos vemos no ano que vem" na saída?

Esta mentalidade de fazer um evento presencial, tchau, nos vemos no ano que vem, ACABOU!

O grande fator diferencial para organizadores de eventos destes formatos é saber se conectar à respectiva comunidade de negócios, não somente pelos 3 ou 4 dias do evento presencial, e sim pelos 362/363 dias restantes do ano. 

A tecnologia não veio para ser uma força disruptiva neste mercado, e, sim, para funcionar como uma alavanca do tamanho da sua audiência. Simples assim!

Essa mentalidade exemplificada pela placa na saída dos eventos mostra, de maneira bem clara, a quantidade de oportunidades que os organizadores de eventos perderam de continuar mantendo contato com a comunidade de negócios envolvida naquele setor. 

As pessoas que faziam estas placas, achavam que estavam fazendo uma “ação simpática com o público” quando, na verdade, estavam demonstrando a sua incapacidade de demonstrar a sua desejada conexão com aqueles visitantes/convidados que deram a honra em participar do evento.

Que tal se a placa fosse assim: "Obrigado pela sua presença, amanhã te enviaremos um resumo de todas as novidades que foram mostradas aqui...

A placa é a mesma, mas a mentalidade da pessoa que a escreveu muito diferente do “sempre foi feito assim”, e, para deixar bem claro: #somosgregários, #eventospresenciaisforever, #colaboraçãoéanossapraia, #futurohíbrido.

Afinal, o live marketing não é para os fracos!

 

Foto: Reprodução.

Tags: artigo | live-marketing | melhores-da-semana | melhores-da-semana | Paulo-Octavio-de-Almeida