varejo

Conheça as táticas de trade marketing alinhadas ao ‘Novo Normal’


11 de Novembro de 2020

O novo comportamento dos consumidores imposto pela pandemia do Covid-19 provocou uma mudança drástica no posicionamento das marcas nos pontos de venda (PDV).

Hoje, a indústria e o varejo precisam adotar estratégia diferenciada de marketing, reunindo uma série de ações capazes de chamar a atenção do shopper, que permanece menos tempo nas lojas, e, ao mesmo tempo, de evitar rupturas.

O momento exige realinhamento da estratégia da loja perfeita, prática de trade marketing que consiste em ações no PDV, como instalação de ilhas, pontos extras, montagem das gôndolas, entre outras, para dar mais visibilidade à marca e tornar a jornada de compra dos consumidores melhor possível.

Antes os supermercados e atacarejos eram estruturados com pontos extras e material de PDVs no interior das lojas, para que as pessoas pudessem circular em todas as gôndolas e estimular a compra por impulso. 

Hoje, os pontos estratégicos são diferentes, mais objetivos e sólidos, destacando produtos que são essenciais, para garantir mais agilidade e facilidade aos consumidores na hora da compra, evitando assim aglomerações.

Loja perfeita para otimizar as vendas de Natal

No ‘Novo Normal’, a loja perfeita é aquela sem rupturas e que atende as necessidades básicas do shopper que precisa ficar em casa.

Com a proximidade do fim do ano, quando começam as compras para as festas natalinas e Réveillon, o planejamento das ações precisa ser bem pensado para impactar diretamente o shopper e aumentar o giro dos produtos, especialmente os itens sazonais, que têm um período curto de tempo para serem comercializados.

Confira algumas dicas para montar uma estratégia de PDV perfeita para o momento:

1. Exponha os produtos de maior demanda, como os itens sazonais (produtos natalinos e bebidas para comemoração) e essenciais que passaram a fazer parte do ‘hall da fama’ com a quarentena (Alimentos, produtos de limpeza, de higiene pessoal, etc.), em pontos estratégicos, para que estes estejam sempre à vista dos consumidores. Área de checkout (onde ficam os caixas) e pontos extras na entrada da loja são boas opções por serem locais de maior circulação. 

2. Mantenha as gôndolas sempre abastecidas, especialmente neste final do ano em que o giro dos produtos deverá ser ainda maior devido às comemorações em casa. 

3. O Natal é época de presentear. Portanto, dê destaque também aos produtos que são objetos de desejo dos consumidores, como celulares, eletrônicos, etc. instalando ilhas em pontos estratégicos e pontos extras.

4. Use e abuse do material de comunicação de PDV nas pontas de gôndolas e nos pontos extras, para atrair o olhar dos consumidores.

5. Saia do normal e inove com o time de execução, usando e abusando dos produtos e gerando formatos ao invés da simples gôndola. Procure gerar a melhor experiência possível ao consumidor de forma lúdica, com ações criativas que despertem a curiosidade e estimule a inclusão de itens que antes não estavam na lista de compras.

6. Monitore o giro dos produtos e adeque a estratégia de acordo com o comportamento e campo de visão do cliente. Ir a uma loja e encontrar o produto de forma rápida, sem ser abordado no ambiente de compra e levar itens que não estavam na lista é a jornada dos sonhos do PDV. O cliente sai satisfeito, com a experiência de boa compra, o lojista e a indústria cumprem a missão.

7. As lojas virtuais se tornaram uma extensão da loja física. Portanto, a estratégia da loja perfeita também deve aplicada no on-line com ações simples de organização de atalhos. Isso faz com que a experiência do consumidor torne-se fluida e de fácil manuseio. Trabalhe o abandono de carrinho de forma engajada e encorajando o consumidor a retomar a compra com alguma vantagem competitiva de mercado, que vai desde uma ação de recompra, descontos e leve e ganhe. Quando falamos do varejo on-line, o maior desafio é quebrar objeções de forma intuitiva e sem que o shopper acesse manualmente o produto alvo de desejo.

E por fim, a falta de conhecimento é o erro mais comum e importante na hora de executar a estratégia de loja perfeita. Buscar parcerias com agências renomadas, que ajudem tanto no planejamento como na montagem das ações, que neste ano devem ser bastante antecipadas para aproveitar ao máximo as oportunidades de fim de ano e com segurança para os clientes e equipe.

Tags: artigo | trade marketing | Julio Bastos