varejo

As estratégias de sucesso das grandes empresas


26 de Setembro de 2021

O pequeno varejo tem um papel importantíssimo no sistema de abastecimento. Com as indústrias focadas nas grandes companhias, ele tem a missão de distribuir alimentos, bebidas e mercadorias na vizinhança onde o consumidor prioriza o comércio local. 

Mas, para isso, é necessário dispor de uma presença digital e fazer uso de tecnologias que tragam mais visibilidade para o seu negócio. 

Uma das estratégias de sucesso desses pequenos negócios é o marketing omnichannel, que tem como objetivo estar presente em diversos canais, com uma única mensagem. 

A proposta é que o cliente tenha uma experiência unificada e igual, pois, independentemente do meio que ele se comunica com o seu negócio, não haverá diferenças entre o atendimento de um canal para o outro. 

A colaboração B2B ou entre negócios é outra atividade que ajuda. Trata-se de uma antiga prática de mercado, que visa o crescimento, por meio de parcerias e relações comerciais. 

Contudo, muitas empresas não adotam esta metodologia com medo de que seus dados sejam usados a favor de seus concorrentes. 

Indústrias, varejos e distribuidores sabem, ou deveriam saber, do papel vital que os dados desempenham nas estratégias de negócio. O que estas empresas normalmente não sabem é como utilizá-los para criar uma vantagem competitiva. 

Informações e dados internos da empresa podem ser integrados com elementos vindos de fontes externas, como uma pesquisa de mercado com clientes, fornecedores e prestadores de serviço, e, a partir daí, trazer benefícios significativos, como ajudar a corrigir problemas no ponto de venda ou de processo logístico, por exemplo. 

É também essencial focar na experiência do consumidor e aprimorar aspectos práticos, como campanhas, promoções, canais de venda, estoque e disponibilidade de produtos. Várias oportunidades surgem do uso desses tipos de dados, isoladamente ou em combinação, para a melhoria do processo indústria-varejo. 

Analisar os dados é outro fator que ajuda tanto varejistas quanto indústrias a obterem ou a aprimorarem a previsibilidade de seus resultados. É uma oportunidade que estas empresas possuem para eliminar a falta de estoque, aumentar as vendas e minimizar devoluções de produtos. 

Por fim, o trade marketing digital também pode ser um grande aliado do pequeno varejo. Ele tem como objetivo aumentar as vendas de produtos on-line, melhorando a experiência do consumidor no meio digital, e diminuindo a taxa de desistência de compra, por meio da gestão dos canais. 

Isso quer dizer que o foco está na experiência do usuário em e-commerces, páginas de venda, marketplaces e aplicativos de compra on-line. Tudo isso, por meio de ações para impactar nas decisões de compra e aumentar as chances de sucesso nas vendas. 

Com essas estratégias, os pequenos varejistas conseguem atender os seus consumidores com uma presença maior no digital, além de usar ferramentas que permitem uma melhor experiência que contribuem para o melhor desempenho do negócio. 

 

Foto: Reprodução.

Tags: artigo | cleison-dara | varejo