GERAL

Por que as empresas insistem em espionar seus colaboradores?


27 de Maio de 2021

Os colaboradores costumam ter a sensação de que alguém os está observando. Além das preocupações diárias com a privacidade que acompanham as grandes companhias de tecnologia, os trabalhadores agora estão ainda mais preocupados com a possibilidade de um novo irmão mais velho da invasão da privacidade: seu empregador. 

Esse sentimento não está muito longe da realidade. De acordo com as pesquisas on-line do Google no Brasil, "Monitorar home office" disparou, obtendo mais de 3.100% de crescimento no primeiro trimestre de 2020. 

Mesmo em janeiro de 2021, o número médio de pesquisas por "Monitorar home office" ainda era 800% maior que em comparação com janeiro de 2020. 

Mais vigilância, menos confiança 

A sensação de estar sendo vigiado tem consequências nos colaboradores. Além dos fatores básicos do instinto humano que acompanham a vigilância, como estresse e ansiedade, a vigilância do trabalho pode prejudicar seriamente o desempenho do colaborador. 

De acordo com uma entrevista da Vice, Joshua Franco, o vice-diretor da Amnesty Tech da Anistia Internacional, complementa dizendo que "O medo e a incerteza gerados pela vigilância inibem a atividade mais do que qualquer ação da polícia." 

Se funciona realmente assim, por que tantas empresas insistem em rastrear cada movimento de seus funcionários? Em alguns casos, manter um olhar atento é necessário: Para os funcionários que lidam com informações altamente confidenciais ou ativos valiosos é fundamental ter uma forma de responsabilizar possíveis vazamentos. 

Mas, para o profissional de negócios médio em um mundo de trabalho remoto, é mesmo preciso utilizar um monitoramento ativo para não perder produtividade? 

Não importa como você olhe para essas questões, a vigilância excessiva e injustificada é um sinal revelador da falta de confiança de uma empresa em seus funcionários. 

Menos vigilância, mais colaboração 

A confiança entre um empregador e seus funcionários é o X da questão de um ambiente de trabalho produtivo e saudável. A confiança deve ser colocada nos funcionários para resultados máximos. 

Tenha fé de que o trabalho será realizado, mesmo que seja virtualmente. O desempenho é demonstrado por meio de um trabalho de mais qualidade e relevância, e que o monitoramento de atividades jamais poderia transmitir. 

Em vez de ficar de olho nos funcionários o tempo todo, busque métodos alternativos que podem ajudar os empregadores a prepará-los para o sucesso. 

1. Estabeleça grandes metas e encontre uma maneira de monitorar o sucesso delas 

Ao definir metas para as equipes, muitas vezes nos concentramos na tarefa e acabamos definindo "como" cumprir a meta. Uma ótima maneira de dar a propriedade a um funcionário e sua equipe, não é dizer a eles como completá-la, mas sim, o que eles devem alcançar a longo prazo. Não há necessidade de fornecer instruções. Você contrata ótimas pessoas, espera que elas saibam como fazer seu trabalho. 

Ao definir uma "Grande Meta", seu foco deve estar no resultado final ou nos resultados pretendidos, idealmente mensuráveis. Se você se concentrar na parte errada da meta (dizer aos funcionários como cumpri-la, por exemplo), estará roubando a oportunidade deles se sentirem fortalecidos e de desenvolverem um pensamento independente e de alto desempenho. Isso, por sua vez, cria efeitos adversos no vínculo de confiança empregado-empregador. 

Um método comprovado para monitorar o sucesso de uma meta ou tarefa é concluir o que às vezes é referido como uma revisão pós-ação. É um termo que se refere essencialmente a um processo simples para diagnosticar o que deu errado, o que pode ser feito melhor no futuro e como pode ser fornecido para alcançar o sucesso desse objetivo específico. 

É um método que organizações militares têm usado em todo o mundo por muitos anos para treinar seus "funcionários" para aprender com seus erros ao realizar exercícios. Ele também possui outro uso poderoso. 

O pós-ação também pode ser responsável por monitorar o progresso de uma meta específica ao longo do tempo, se aplicarmos as perguntas guiadas em repetição entre um gerente ou líder e seus funcionários ou equipes. O que funcionou? O que não funcionou? O que podemos fazer melhor da próxima vez? Como podemos ajudar a equipe a alcançar o sucesso? É simples. 

Se você definir grandes metas trimestralmente e implementar uma discussão de verificação de revisão delas, isso torna-se uma maneira fácil de monitorar o progresso, a produtividade e o sucesso dos funcionários, tudo sem software de monitoramento. 

O que você obtém no final é um resultado melhor com um processo mais confiável e amigável para os funcionários. 

2. Esforce-se pela transparência quando necessário 

A transparência é outro método poderoso para definir expectativas com funcionários e equipes em termos de padrões de desempenho. Comunicar essas expectativas é a maneira mais eficaz de garantir que todos em sua organização tenham o que precisam para alcançar e crescer em suas funções. 

A franqueza dessa comunicação cria um "espaço seguro" e capacita os funcionários, pois eles sabem que todos seguem esse mesmo padrão, igualmente. 

Os funcionários querem se sentir conectados com o que está acontecendo em uma organização em todos os níveis. Pesquisas comprovam que quando um funcionário se sente conectado, ele se engaja melhor no que está fazendo e se compromete mais com o sucesso da equipe e da empresa. 

Matthew Lieberman, autor de um livro sobre neurociência social cognitiva social chamado ‘Why Our Brains are Wired to Connect’, defende que os humanos são motivados pela conexão social e que, sem essa conexão, muitas vezes há um impacto negativo no desempenho organizacional. 

Quando essa conexão acontece, e a menos que você tenha um problema contínuo de desempenho com um indivíduo específico, descobri que os funcionários têm um maior senso de propriedade e orgulho de seu trabalho, e isso diminui a probabilidade e a necessidade de criar um ambiente de trabalho punitivo por ter software de monitoramento ou ferramentas para medir a produtividade. 

A transparência é sua maneira orgânica e mais natural de impulsionar a produtividade. Conexão, transparência e desempenho andam de mãos dadas. 

3. Promova a responsabilidade por meio da colaboração 

Promover ativamente uma colaboração eficaz e fornecer as ferramentas e/ou processos de design adequados para isso significa que seus funcionários serão responsáveis ??uns pelos outros e pelos resultados obtidos. 

Ninguém quer nem pretende falhar de propósito. Quando você promove o trabalho colaborativo em equipe como o ponto central de sucesso, e também compartilha metas entre equipes, você define os indivíduos que farão parte de uma unidade de trabalho focada na realização de um único objetivo. 

Muito parecido com as abelhas em uma colmeia, o desempenho se torna mais instintivo e essa equipe começa a se automonitorar naturalmente. 

Essa autoconsciência não serve apenas para evitar o fracasso, mas para atingir o objetivo da equipe e servir ao bem maior da organização. Quando trabalho com equipes, costumo dizer a eles que quanto maior a colmeia, maior a responsabilidade por meio de colaboração efetiva entre as abelhas. 

Por outro lado, a colaboração efetiva das abelhas cria uma colmeia maior. Todos nós queremos a maior colmeia, então talvez devêssemos simplesmente nos concentrar na colaboração das abelhas! 

No final, cada empresa deve determinar o melhor método para confiar e também construir a confiança de seus funcionários, com base em sua própria cultura. 

À medida que as empresas exploram essas questões importantes, lembre-se... ninguém gosta de ser espionado! 

 

Imagem: Reprodução.

Tags: artigo | mercado-corporativo | jeffrey-belanger