LIVE MARKETING

E de repente todo mundo começou a falar de Live Marketing!!!


11 de Janeiro de 2022

Pois é leitor. E de repente o Live Marketing virou pauta prioritária em todos os sites especializados em comunicação. Aproveitando os cancelamentos carnavalescos eles aparecem estampando grandes manchetes.

Será assim o ano todo? Aqui na redação que há mais de 15 anos atualiza diariamente com o propósito de valorizar este setor de agências especializadas a torcida é para o SIM.

Tomara que não seja como sempre foi. Os publicitários saem de férias e na falta de assunto os consagrados jornais semanais publicam sobre a gente. Esperamos que as notícias sobre o segmento que mais cresce - e do qual nos orgulhamos de ser a referência - estejam o ano inteiro no topo e não sejam mais um "amor de verão"!

Assim como torcemos para que os porta vozes que ganham as migalhas de espaço que a eles são destinados parem de pintar um "cenário colorido" e apontem o que deve ser melhorado na relação com os clientes  como por exemplo fim do job a job, concorrências com 10 agências, pagamento em 120 dias e muito mais.

Infelizmente aqueles que foram escolhidos para representar a classe preferem fazer marketing pessoal. Neste ponto é até compreensível. Afinal de contas ninguém sabe como vai ser o dia de amanhã.

Mas vamos ao motivo desta mobilização inesperada aproveitando para colocar o que realmente acontece no nosso mercado.

O otimismo que pairava em relação a 2022 para o mercado dos criadores de ações para brand experience foi impactado negativamente com as notícias da última semana.

O recrudescimento da pandemia e cancelamento do carnaval, que se restringe apenas aos blocos de rua até o momento,  colocou um enorme ponto de interrogação na cabeça de quem decide ações de marketing nos clientes tornando ainda mais complexo o planejamento das agências  especializadas.

No exterior, a CES trouxe um exemplo que serve de alento e argumento nas negociações aqui no Brasil. 

O Promoview tem um canal exclusivo sobre agências. Clique e conheça!

A capacidade de adaptação do CES, seus expositores, apresentadores e participantes foi a atração mais impactante da mostra deste ano. 

Mesmo com o aumento alarmante de casos nos EUA e a debandada das gigantes do mercado eletrônico o evento - que é uma feira de negócios tratada pelos promotores como um “show” - aconteceu e foi um sucesso com grandes lançamentos e novas perspectivas de consumo.

Aqui no país o efeito do carnaval de rua, que vem logo após festas de réveillon sem muito brilho nas praias brasileiras, traz preocupações para quem vive da comunicação baseada em aglomerações e eventos corporativos.

Veja também: Todas sobre o carnaval atualizadas em tempo real 

Ativações, carnaval, abraços, alegria. Encontro das marcas com seus consumidores foi adiado mais uma vez. Foto: Divulgação Skol

Na verdade os empresários já tinham sentido este impacto nos seus negócios bem antes, em agosto passado, quando muitas ativações para o verão foram canceladas.

Segundo levantamento que consta dos números que serão apresentados no Anuário Brasileiro de Live Marketing as agências especializadas deixaram de faturar por volta de 150 milhões de reais apenas com as ativações que deixaram de ser feitas nesta temporada de verão e réveillon 2021/2022.

Mesmo considerando que haverá faturamento com ações virtuais como a da Trident em 2021, o cancelamento do carnaval de rua por conta da Covid traz impacto negativo já que acontece exatamente neste período onde o marketing das empresas está decidindo pelo tamanho das ações para festivais como Lollapalooza, marcado para março e o Rock in Rio, em setembro, sem contar as festas juninas, Copa do Mundo e outras ações sazonais temáticas que dão oportunidade para que as marcas coloquem consumidores nos seus universos.

Carnaval no ambiente digital pode minimizar perdas das agências de live marketing

E mesmo após aprovações a tarefa dos profissionais de criação e planejamento de live marketing ainda segue extremamente desafiadora.

O trabalho de adequação da abordagem ao público frente a pandemia é algo fundamental para que o discurso seja legítimo e o objetivo na ativação alcançado. Isso torna sua execução bem mais complexa e ainda por cima este trabalho adicional e sensível não é reconhecido e não entra nas linhas da planilha aprovada pela área de compras do cliente, que espreme cada vez mais os agentes do setor.

A realidade deste embate onde "compras" massacra as agências certamente não vai mudar. Já com relação do cenário adverso por tudo isso, acredito que ainda é cedo para conclusões.  

O mercado de eventos brasileiro é muito profissional e seus agentes levam a sério as questões que envolvem participantes. O problema é que as decisões que dão o destino para este segmento da comunicação dependem de governos que sequer sabem ou querem distinguir um evento B2B de um B2C mas liberam sem controles rígidos os jogos de futebol para 30, 40, 50 mil pessoas aglomeradas.

O que complica a vida das agências e fornecedores é que quando os governos “soam o alarme” o compliance fala mais alto e a decisão das empresas é cancelar sem maiores avaliações.

Mesmo assim o setor segue em frente.

A manutenção dos desfiles de escolas de samba que viabilizam ações em camarotes nos sambódromos o Rio e SP além do de Salvador, que será realizado em ambiente semiaberto mostra que, havendo possibilidade de controle de acesso e observação de protocolos, é possível manter as ativações que envolvam um número elevado de pessoas.

Até o momento os  festivais de música mantém as datas e a programação. A Stock Car também confirmou seu calendário para 2022, com a etapa de São Paulo acontecendo em 13 de fevereiro. Eventos regionais como Gramado Summit na serra gaúcha e o Go Digital Festival no Recife também confirmaram a realização em formato presencial.

Em contato com a nossa redação, John John , UOL , Petra (Grupo Petrópolis),  Red Bull, Tônica Antárctica, Jose Cuervo, Brahma (Ambev), Colcci e Pernod Ricard são marcas que confirmaram ativações  até o momento.

Tags: melhores-da-semana | agencias | carnaval | verao | live-marketing | comunicacao | eventos