BRAND EXPERIENCE

BRAND EXPERIENCE

Dicas para aproveitar Austin

Dicas para aproveitar Austin

Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por
); ?>


8 de Março de 2018

 O SXSW vem aí. Se você ainda não foi, vá! Sozinho ou acompanhado, com um grupo de amigos ou de profissionais, não importa, a experiência é memorável. 

Austin já é considerada uma das cidades mais inovadoras do mundo e a energia de pessoas do mundo todo que circula nas ruas, no convention center, nos hotéis e nas casas de shows é simplesmente contagiante e inacreditável. 

Uma das características do festival e da cidade é a diversidade de pessoas. Aqui reúnem-se as pessoas mais criativas do mundo, com visões e formações tão diferentes que fazem do festival um espaço de grande diversidade e reforça uma tendência que veio para ficar: pessoas diferentes fazem um mundo muito melhor.

Nesta edição, Promoview estará mais perto do festival. Em uma iniciativa conjunta com a HUB Brasil, ofereceremos aos leitores alguns relatos especiais, com as experiências da equipe da HUB que estará circulando pelo Interactive e Workshops em Austin.

E neste post "esquenta"  reunimos as experiências dos nossos correspondentes que já estão acostumados com o SXSW e listamos alguns pontos que devem ser considerados para que você tenha a melhor experiência de todas.

Antes de ir, é preciso pesquisar, planejar, e, se possível, conversar com especialistas. Os experts temáticos ajudam, e, muito, a fazer as escolhas mais assertivas, proporcionando uma experiência musical incrível. São inúmeras as atrações. 

Mais de duas mil. E avaliar a agenda previamente para a escolha certa do conteúdo e das palestras com speakers é fundamental para fazer boas escolhas e otimizar seu tempo.

Fique atento, pois várias das sessões exigem um RSVP mesmo antes do festival começar.

Existem dois grupos entre os congressistas: os que vão para fazer negócio e os que querem aprender, ver, ouvir e compartilhar com seus colegas e clientes. 

Existe uma oportunidade enorme para a indústria criativa brasileira e é possível conversar com profissionais de outros países no mesmo nível. 

Estar aberto a novas oportunidades de negócio é algo que precisa ser melhor explorado pelos  brasileiros que vão a Austin em 2018.

Definida sua estratégia, vá em frente ciente que não se pode ver tudo. Controle a ansiedade e respire fundo quando perder aquela sessão incrível. Procure outra na sua lista de favoritos ou vá para a fila da próxima. 

Fazer escolhas erradas também faz parte. Se perdeu ao vivo, pode ver depois no canal oficial do evento. E não esquenta com as filas, marca registrada do festival. 

São inevitáveis nas melhores sessões do Interactive ou nas melhores programações do Music. Nestes lugares é possível conhecer pessoas incríveis. Seja receptivo e aproveite para fazer novos contatos e trocar dicas e experiências.

Os primeiros dias de Interactive têm diversas sessões sobre tecnologia. A previsão é que Inteligência Artificial cada vez mais integrada com a Robótica deve apresentar muitas novidades este ano. Dependendo da sessão que você escolher poderá presenciar debates bem aprofundados sobre blockchain VR e tecnologias exponenciais. 

O grande barato é  ver estas tecnologias todas aplicadas por empreendedores, em pitchs diários, sabatinados por investidores, aceleradores, mentorings e especialistas da indústria criativa.

Participe dos meet ups ou crie sua própria learning session beer. A organização do evento oferece sessões antes e durante o festival para favorecer encontros e discussões entre os congressistas. 

Uma excelente oportunidade de conhecer pessoas do mundo todo, trocar e saber mais sobre uma sessão bacana que você nem sabia que perdeu. E se os meet ups lotarem? 

Organize sua própria learning session beer pelo WhatsApp e garanta que terão pessoas de diversas áreas e partes do mundo – no melhor estilo SXSW.

O DNA do festival e de Austin é o Music Festival e muita gente vai embora antes, ou logo depois que acabam as sessões do Interactive

Aqui vai uma dica: não dá para partir sem curtir algumas das centenas de apresentações de artistas e bandas do mundo todo, sem contar as sessões sobre o futuro da música sob diferentes perspectivas.

Diferente de um megafestival, as casas comportam agradavelmente 100, 200, no máximo 1.000 pessoas com o cuidado todo especial de não exceder a capacidade do local mesmo com extensas filas de espera. 

Isso contribui para a ausência de filas nos bares, sem contar a oferta gratuita de água – algo quase impossível de se ter num evento desse porte. 

Depois de ver tanta tecnologia e tendência no Interactive, a música cria uma atmosfera contagiante que nos toca profundamente, acalma a alma, e nos faz lembrar que ser humano é incrível.

Aproveite um fim de tarde ensolarado, fuja da programação e faça um passeio de bike nas trilhas que acompanham o Rio Colorado. O pôr do sol é inesquecível, e, ao anoitecer, o skyline da cidade com lua cheia torna a experiência memorável.

Esqueça o TripAdvisor e pergunte para um local – os que passeiam com cachorros, com certeza são de Austin – o melhor lugar para comer e aproveite para ter uma conversa inspiradora. Os austinianos adoram falar da cidade e dar dicas para os visitantes

Visitar as lojas e restaurantes da parte cool da Congress Street é outro passeio imperdível, bem como conversar com o reverendo da igreja para entender os motivos que levam as instituições religiosas a abrirem seus espaço para os shows musicais.

 Certamente você viverá inúmeras experiências e situações em quantidades impossíveis de serem colocadas neste post. 

Então, aproveite a jornada. E você que não se programou em 2018, agende para o ano que vem, pois esta jornada precisa acontecer pelo menos uma vez na vida, e, se possível, muitas outras vezes. 

Fotos: Divulgação

Tags: Festival austin eventos turismo