Digital

Saiba como criar mais oportunidades de venda com o site da sua marca


20 de Fevereiro de 2020

Provavelmente sua empresa já tem um site. Mas você tem aproveitado todo potencial desse recurso? Existem estratégias dentro do marketing digital capazes de analisar a taxa de conversão de um site e, com essas informações, melhorar o projeto de uma maneira que conduza o usuário à realizar a compra, entrar em contato ou preencher um formulário — isso vai depender do tipo de negócio e do foco da marca. 

Contratar um profissional experiente para analisar e melhorar o site é fundamental para empresas que querem conquistar leads. Caso contrário, terão um site que não oferece o retorno esperado. 

Mas como que é possível atrair mais leads e conquistar clientes através do site? 

A otimização da taxa de conversão (CRO) é uma estratégia baseada nos visitantes que fizeram alguma ação dentro do seu site. Essa ação depende do que sua empresa precisa. Como eu falei antes, pode ser o preenchimento de formulário, a assinatura de newsletter ou mesmo a compra de um produto, se for um e-commerce.

Usar o CRO aliado a ferramentas de marketing digital torna possível compreender o comportamento dos visitantes do seu site e, como isso, transformá-los em clientes. 

As estratégias de CRO se dividem em três etapas:

1 – Analisar

2 – Propor

3 – Implementar

Você viu que a ação só acontece na última etapa? Isso é porque a interpretação de dados é a parte principal de qualquer estratégia.  Por isso, é importante contar com um profissional experiente. 

Como dá para analisar o comportamento dos visitantes do site? 

1 – Entendendo a empresa

Antes de mais nada, é necessário entender a empesa, seu produto/serviço e seu público-alvo. Por isso, o primeiro passo é listar algumas características da empresa.

2 – Analisando o comportamento dos usuários

Com as ferramentas adequadas, dá para saber quais as áreas do site são mais acessadas, que tipo de layout atrai e converte mais, e em que momento do processo os usuários estão desistindo de comprar. Para avaliar esses pontos, são usadas algumas ferramentas. 

3 – Diferenciando os tipos de conversões

As conversões geralmente se dividem em micro e macro. É importante que ao elaborar um projeto, a marca tenha ciência de quais sãos as conversões prioritárias e quais são as iscas estimuladoras para tais conversões. 

As iscas estimuladoras serão as micro conversões, aquelas que conseguem reter algum tipo de dado do usuário, porém, não é a conversão principal. Para melhor entendimento, deixo um exemplo prático:

Micro conversão: Uma inscrição para newsletter, para recebimento de cupons de desconto.

Macro conversão: A compra de um produto utilizando o cupom de desconto recebido. 

4 – Utilizando as ferramentas certas

Existem muitas ferramentas e formas de analisar um projeto, depois, há uma infinidade de opções de gatilhos para que o usuário clique e faça as ações esperadas. As principais ferramentas de análise são:

  • Mapa de calor

O mapa de calor mostra onde o cursor do mouse do usuário passa mais tempo em uma página. Por exemplo, ao ler este texto o cursor do seu mouse está acompanhando sua leitura, certo? O mapa de calor mostra exatamente isso. Outro exemplo, é parar o cursor em algum botão para considerar se deve ou não clicar ali.

  • Teste A/B

No teste A/B, a ideia é criar duas opções de páginas. Alguns clientes são direcionados à página A e outros, à página B. Com isso, dá para saber o que mais agrada seu público-alvo. E é possível fazer isso em qualquer página do site. 

Para saber mais sobre estratégias CRO e suas ferramentas: clique aqui.

Como utilizar as estratégias de CRO na sua empresa? 

As empresas precisam do olhar de um profissional para analisar os dados e criar um projeto que traga mais resultado, mais leads e mais vendas com uso da tecnologia. Escolha o profissional certo e ele poderá ampliar os horizontes da sua empresa através do seu site e das inúmeras estratégias de marketing digital. 

 

 

Tags: artigo | digital | marca | Gabriela-Morais