GERAL

GERAL

As promessas do Novo Ano

As promessas do Novo Ano


20 de Janeiro de 2022

Este desejo esta promessa aparentemente real e significativa, não passa de uma oração, um desejo efêmero que naturalmente se perde no tempo.

É muito otimismo, ou apenas um slogan! É uma promessa ou uma frase feita?

Leia também: A motivação ajudando os destinos e associações

Acho que a resposta está em cada um de nós.

Promessa é uma divida que quase nunca se concretiza. Promessa é importante, ela representa um desejo que queremos que se realize no Novo Ano, uma vida nova.

Desejamos que seja mais que um desejo, ou uma promessa, para isso, devemos acrescentar à promessa uma perspectiva concreta, uma nova realidade.

Acredito que pensamentos positivos são importantes, porem, desejos não caem do céu e a sua realização depende de apenas da nossa vontade, da motivação e do compromisso com você mesmo. 

Portanto meus amigos acrescentem ao desejo, um compromisso uma atitude construtiva, transformadora de fato, uma promessa de uma nova realidade concreta.

Acho que na maioria das vezes somos sinceros quando afirmamos e acreditamos que tudo vai mudar que nós vamos mudar, vamos nos reinventar, um desejo justificado por crises, por poucas realizações e muitas dificuldades.

Não queremos que essa promessa efêmera não passe de uma reedição anual do que acreditamos fazer ou mudar. 

De acordo com uma pesquisa da Universidade de Scranton, nos EUA, que 88% das pessoas costuma abandonar o novo hábito já em fevereiro do ano seguinte, também mostrou que apenas 8% de fato conseguem levar à frente as suas promessas 

Não existe uma formula um modelo ou uma regra para tornar efetiva a mudança, ou melhor, a desconstrução das práticas habitualmente usadas, essa atitude positiva depende do contexto e da realidade que vivemos

Objetivamente, devemos fazer uma reflexão construtiva e real do que fizemos ou pretendemos fazer. É hora da renovação, da mudança, mais do que isso uma análise sem filtros ou justificativas, de como foi o ano que terminou.

Ainda que avaliemos pela ótica otimista podemos tirar a uma lição, da importância, da responsabilidade, do nosso compromisso com a mudança, com a sociedade, com a nossa atividade sem imediatismo demagógico e populista

Para que isso se torne uma realidade concreta, é importante ser mais assertivo e objetivo na composição de deveres e obrigações, na formação, e principalmente, na construção de uma nova realidade.

Para traduzir os desejos em benefícios é importante uma avaliação concreta de erros e acertos, de acreditar que cada uma de nós é capaz de transformar um limão numa limonada, de fazer a diferença, de ser reconhecido.

Sem querer ser futurólogo eu vejo a originalidade, a inovação, como uma força estratégica na desconstrução nociva de um passado que desejamos mudar, transformando esse passado    em oportunidades

Mais do que nunca precisamos de ações pontuais que ressaltem a motivação, o resultado, o reconhecimento e a capacitação

O cenário também mudou ou vai mudar, esta é uma premissa uma realidade concreta, da mesma forma que o seu desejo, assim, é importante a valorização dos comportamentos, das competências, do conhecimento dos valores, dos resultados.

A desconstrução do velho para o novo é mais que um desejo, é uma vontade pessoal de fazer mudanças em nossas vidas, através de uma nova rota, de um novo ciclo, com esperança e muita inspiração.

Para terminar e não deixar duvidas sobre o contexto do meu artigo, acrescento que desconstruir é uma atitude positiva que vem acompanhada do amadurecimento, da auto-análise. Desconstrução não é destruição, é bem diferente, é mudança, é atitude para ser levada para vários campos da vida como família, amizade, trabalho, relacionamentos.

Meus amigos para terminar, os meus votos sinceros de um Novo Ano renovado e que você encare as construções, desconstruções e reconstruções com muita sabedoria otimismo e motivação. 

Obrigado 

Edmundo  Monteiro de Almeida 

Tags: ano-novo resolucoes