Geral

'Avenger-se!'


6 de Abril de 2020

“Você corre de um vilão implacável, passa por becos escuros, atravessa ruas surpreendentemente vazias e ninguém aparece para te ajudar. Ninguém estava nas ruas e também não havia nenhum policial para pedir socorro. E para seu azar, ao entrar numa rua, viu tarde demais que ela não tinha saída.

Você olha para todos os lados, busca uma saída, mas os passos cada vez mais rápidos anunciam o perigo: o vilão dobra a esquina, pronto para te atacar.

Ele chega perto, olhos crispados e não há dúvidas do mal que ele pode te fazer. Você fecha os olhos instintivamente, mas repentinamente ouve um barulho, deixando claro que uma luta acontecia na sua frente.

Então abre os olhos e vê o Batman lutando contra o vilão. Usando seus superpoderes, ele o domina facilmente.

Você tenta agradecê-lo, mas sua voz não sai. Ele te olha rapidamente e afasta o mal para longe, enquanto um longo suspiro anuncia a certeza de que você estava a salvo.”

Roteiro de um gibi, um novo filme da Marvel ou uma metáfora para os tempos atuais?

Mas a grande pergunta é se faria diferença se na hora de maior perigo, tivesse aparecido o Batman, Homem Aranha, Homem de Ferro, Black Panther, Black Widow ou a Mulher Maravilha?

É óbvio que um super herói solitário, mesmo dono de seus superpoderes, ainda terá lugar na luta do bem contra o mal, mas quando há um vilão poderoso e que ameaça a humanidade toda, não tenham dúvidas: os heróis se juntam, porque sabem que serão mais fortes do que individualmente.

Muitas coisas positivas estão acontecendo atualmente, são inúmeros casos de atuações solo bem intencionadas, rápidas e eficazes em um primeiro olhar. 

São empresas, pessoas, associações, comunidades e todos os dias recebemos convites para apoiá-las, contribuir ou simplesmente nos mobilizarmos em torno de causas que surgem pela necessidade, e todas elas são dignas de nossa respeito.

Mas será que não podemos ser mais fortes nos unindo? Transformando todos esses movimentos em uma ação poderosa (como na série “The Avengers” - só para continuarmos no mundo das HQs)?

Em lugar da pulverização de ideias e intenções, com o risco de uma concorrência de boas ideias, estamos tendo um verdadeiro chamamento por união e é importante não nos perdermos no afã de encabeçar campanhas, produtos, plataformas ou soluções imediatas, mesmo vestidas com a melhor das intenções. 

Ainda que em sua maioria todas elas possam receber o selo de uma ação positiva, em vista do vilão implacável precisamos pensar em bloco e construirmos soluções mais completas onde possamos usar todos os superpoderes, de muitos heróis, pois assim também somos.

Não há espaço para diferenças, o Hulk não é tão amigo do Thor, mas para lutar contra o mal e defender um bem comum, eles se unem e vão pra cima. Então não deixe de usar os seus superpoderes, mas como já dizia o ditado: “Sozinho vamos mais rápidos, mas em grupo podemos chegar mais longe”.

O #MTT (Monday toThank) de hoje vai para as pessoas, entidades, empresas e grupos que estão fazendo coisas inspiradoras para mitigar os efeitos da crise no Brasil. 

Também vai para quem nos traz #goodnews todos os dias, nos dão a oportunidade de ajudar ou ainda nos trazem diversão, entretenimento ou apoio: “Ajude1Freela”, AltruS, Renata Quintella, “Ação entre Amigos (Produtores de Eventos 2020)”, “Corona no Paredão. Fome não” - Gerando Falcões, “Quem tem fome, tem pressa” - Abrafesta, “Rede Quarentena”, “Mesa Solidária”, “Unidos contra o Coronavírus” - Edinho Tibiriça , “Não cancele, remarque” – Ampro, Promoview, ABC da Comunicação, Meiúca, Jamile Balaguer Cruz, João Riva, Bruno Santos, Marcelo Gallo, Lully Guarino, Claudio Soeiro, Maria Cecilia Montagner Loverro e muitos outros. Gratidão!

Se queremos ser implacáveis contra um vilão em comum, chegou a hora: Avenger-se! Esta é uma convocação para juntos e com o melhor de nós, possamos ser mais fortes.

Tags: artigo | dil-mota