SHOPPING

SHOPPING

A abertura gradual dos shopping centers

A abertura gradual dos shopping centers


29 de Maio de 2020

No mundo, quase 7000 shopping centers já estão reabertos, sendo mais de 100 no Brasil. Todos estão seguindo um rígido protocolo de operação, baseado em monitoramento das pessoas, sanitização, higienização e distanciamento social

Glauco Humai, presidente da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) informou que: “Nos 55 municípios onde os shoppings abriram não vimos alteração da curva de contágio. Vamos mostrando que é possível funcionar no novo normal, conciliando economia e saúde.”

O funcionamento segue os decretos locais, que com pequenas alterações se apresenta de forma padronizada: horário reduzido, controle de acesso com medição de temperatura das pessoas, uso de tecnologias para higienização e desinfecção dos sapatos nas entradas dos estabelecimentos, uso obrigatório de máscaras e álcool gel, acesso limitado de pessoas no interior das lojas, provadores interditados, praça de alimentação com mesas mais espaçadas, fechamento dos cinemas, proibição de eventos, além de fazer a testagem nos funcionários com regularidade. Ou seja, protocolos de higiene e segurança bem rigorosos.

Esse contexto exige muito planejamento e fiel cumprimento do protocolo sugerido. Nunca foi tão importante o trabalho em equipe, a colaboração e integração entre departamentos, lojistas e clientes. 

O gestor de shopping desempenha o papel de um maestro de uma grande orquestra. Não tem o músico, nem o instrumento mais importante, assim como não tem o departamento mais importante: Marketing, Manutenção, Segurança, Jurídico, Administrativo/Financeiro, Recursos Humanos vão precisar mais do que nunca saírem do automático e juntos criarem um novo modelo de gestão. 

As normas, os procedimentos, o regimento interno, que até então eram os instrumentos que regiam um shopping center, necessariamente deverão ser revisitados. Uma nova Era começa a ser redesenhada.

É como começar um novo negócio. Demandará de toda equipe uma adequação nas rotinas operacionais, novas regras com os prestadores de serviço e muito, muito treinamento de todos os colaboradores e funcionários das lojas. 

Educar e Informar incansavelmente. Isto tudo dentro de um fluxo de caixa devastado, com maiores despesas, inadimplência nas alturas e redução de receitas. Para os pequenos e médios lojistas essa retomada não está fácil, porque, além da queda nas vendas, as linhas de crédito ainda não chegaram nas pontas. 

Atentos a esse cenário, os shoppings estão mantendo uma estreita parceria e oferecendo programas de apoio visando auxiliar esses lojistas.

Com todos esses desafios, o grande dilema é saber como proporcionar uma experiência positiva e prover conforto emocional dentro de tantos protocolos de higiene e segurança. Entendo que aqui esteja a chave para o sucesso da reabertura.

Diante da problemática atual, cresce a importância de pesquisar, analisar e estudar cada vez mais o comportamento e a expectativa desse novo cliente, além de mapear todos os possíveis pontos de contato que ele enfrentará na visita ao seu shopping. Seja meticuloso, cauteloso, criterioso e mantenha sempre em mente que a experiência dessa visita vai pautar o retorno do cliente.

A comunicação deve ser de forma clara para todos os públicos, informando as medidas que estão sendo tomadas. O consumidor quer retomar sua liberdade, todavia está muito consciente e apreensivo por sua saúde física e financeira. Entende que não há nada a comemorar, já que ainda estamos registrando um número considerável de infectados e mortos. 

Celebrações de abertura não estão alinhadas com o espírito do momento, porém é importante manter a premissa que shopping é experiência.

Respeito e acolhimento emocional vão pautar esse recomeço. O foco é deixar as compras mais rápidas, fáceis e seguras diante das mudanças nos hábitos e expectativas dos consumidores. As pessoas vão retomar suas rotinas, cada uma ao seu tempo.

O fato é que nesse momento, onde todos estamos aprendendo, existem mais questionamentos do que respostas. Seguiremos acompanhando.

Tags: artigo Coronavírus Covid-19 Marcia Saad shopping center distanciamento social