Esta página pode utilizar cookies.

Entre os dias 18 e 20 de julho, Fortaleza vai ser a sede do Evento Nacional Enactus Brasil 2018 (ENEB). Essa é a segunda vez que a Capital cearense sedia o Eneb, que se transformou na maior experiência de empreendedorismo social da América Latina.

“Tivemos uma experiência muito positiva em 2016 e decidimos voltar sempre que possível. O Nordeste concentra grande parte dos Times Enactus e o Ceará é um dos estados com mais projetos em andamento.”, explica Caio Moura, diretor do ENEB.

Promovido pela Enactus Brasil, organização internacional sem fins lucrativos que fomenta o empreendedorismo social entre os universitários, o Eneb é gratuito e aberto ao público. Quem quiser participar poderá se credenciar no local, nos dias do evento.

São esperados mais de 2.500 universitários, professores, pesquisadores e profissionais interessados em ações empreendedoras que não deixam o aspecto social de fora. O Eneb está na 18ª edição e terá como tema “Nossa beleza está em nossas diferenças.” e também colocará a diversidade de forma ampla e inclusiva em pauta.

A programação está recheada de atividades que podem ser acompanhadas por todos os inscritos. No Campeonato Nacional Enactus Brasil, será possível conhecer os cases de sucesso desenvolvidos por universitários participantes dos Times Enactus, cujo campeão representará o Brasil no Campeonato Internacional, em outubro, no Vale do Silício, EUA.

No ano passado, o Time IFCE-Iguatu, comandado pelos alunos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), foi o eleito como o melhor do ciclo de 2016/17 com o projeto Mudas. Eles atuam em diversas frentes que envolvem palestras para a comunidade direcionadas à produção de frutas e hortaliças, fabricação de bolos, polpas e doces com foco no desperdício de alimentos, além de cursos de informática para formação de jovens e promoção de ofertas e feiras com assistência técnica especializada em áreas diversas como agricultura, estética, saúde etc.

Nas Sessões de Colaboração, as empresas parceiras dão a oportunidade para que os jovens façam uma imersão pela cultura organizacional da organização, promovendo debates construtivos e trocas de experiências, além de ser a chance de iniciar um networking com colaboradores de grandes players do País.

Já na Estação de Inovação, os parceiros vão mostrar aos participantes seus valores, cultura e as iniciativas inovadoras que implementam nos mercados em que atuam. Também é a chance de os estudantes conhecerem melhor as possibilidades profissionais que cada uma oferece. Durante o Simpósio Nacional de Empreendedorismo Social, maior evento técnico científico gratuito do país sobre o tema, serão apresentados pesquisas, trabalhos e palestras que têm o empreendedorismo social como foco.

Projetos cearenses

A Enactus Brasil possui 34 projetos de estudantes de universidades cearenses. Entre os projetos, os times da UFCA Crato (Universidade Federal do Cariri), da Faculdade Vale do Salgado de Icó e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, de Maracanaú, se destacam pelas iniciativas sustentáveis que estão implementando nessas comunidades.

O projeto Hidrolife do Time Enactus da UFCA Crato, beneficia 28 pessoas diretamente e 300 indiretamente. O projeto consiste na criação de sistemas hidropônicos para o cultivo de forragem animal, servindo como material suplementar a alimentação de caprinos, aves e ovinos, além de hortaliças para alimentação e comercialização nas proximidades das comunidades beneficiadas com o projeto.

As atividades são focadas na economia de água e reciclagem para economizar recursos financeiros, atingindo fatores sociais, econômicos e sustentáveis de comunidades carentes das cidades de Crato e Juazeiro do Norte.

Enquanto isso, o time da Faculdade Vale do Salgado de Icó, está desenvolvendo o projeto Botão Verde, beneficiando dez pessoas diretamente na zona rural de Icó que enfrenta um cenário de seca há quatro anos. O projeto exprime o desejo de elevar a economia da comunidade de agricultores do conjunto Gama, participantes da Associação Comunitária e de dez famílias individualmente, por meio do cultivo de hortaliças de forma sustentável e orgânica.

Os estudantes estão investindo no cultivo de hortaliças do tipo herbáceas e condimentares para uma horta doméstica e uma horta comunitária do tipo mandala. Com isso, os produtores podem alcançar uma renda extra para suas famílias e para a comunidade, e ainda economizar espaço pelo tipo de horta utilizada.

Em Maracanaú, os estudantes do Time Enactus da IFCE beneficiam diretamente 52 pessoas com seu projeto Susagri. O time trabalha com a produção de hortaliças para consumo e sua respectiva comercialização e utiliza métodos alternativos de manejo sustentável e implantação de inovações tecnológicas a partir de material reutilizado, como a bomba rosário para subsidiar a irrigação.