Esta página pode utilizar cookies.
Warning (2): getimagesize(/wp-content/uploads/2011/08/telefonica_e_vivo.png): failed to open stream: No such file or directory [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 44]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Warning (2): Division by zero [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]

A Fundação Telefônica e a Vivo lançam desafio que incentiva a criação de tecnologias sociais e aplicativos para a interação entre membros de comunidades, com vistas a desenvolver formas de aprendizado. As inscrições estão abertas até o dia 30/09, para todos os interessados. O objetivo é estimular a inovação social, com ideias que possam contribuir para a conexão e interação de pessoas, a fim de se criar agendas de aprendizagem. O concurso surgiu de uma necessidade do Sesi Paraná, que desenvolve o projeto "Arranjo Educativo Local", cujo objetivo é propiciar ambientes de aprendizagem que estimulem o sentimento de comunidade sustentável aliado à prática cotidiana. Em algumas dessas comunidades, há grande dificuldade em se mapear as potencialidades de aprendizado. Daí a ideia de lançar para a coletividade o desafio de solucionar a problemática, seja por intermédio do desenvolvimento de aplicativos para celular ou de tecnologia social alternativa que resolva a falta de informações nas localidades mapeadas pelos agentes da instituição. As nove melhores ideias receberão, juntas, R$ 100 mil. Para participar, é preciso entrar no http://ideias.me/vivosesi e fazer a inscrição. A iniciativa tem parceria da ideias.me, empresa gaúcha criada em 2010, que detém plataforma de crowdsourcing, cujo objetivo é estimular a inovação e a solução de problemas por intermédio da inteligência coletiva. A Vivo é pioneira na utilização dos movimentos colaborativos no Brasil. Esse desafio agora é parte dos projetos educativos desenvolvidos pela Fundação Telefônica, que incorporou as ações sociais da operadora de celular, em decorrência de sua aquisição pela Telefônica.