Esta página pode utilizar cookies.

Rio de Janeiro quer usar Jogos Olímpicos como vitrina

O prefeito Eduardo Paes afirmou ontem (29/10), que pretende usar os Jogos Olímpicos de 16 para "vender" a cidade brasileira como um bom lugar para se investir. "Queremos mostrar que o Rio é, além de um lugar lindo com gente alegre, um bom lugar para se investir", disse o prefeito durante o ato de abertura de um seminário sobre a organização dos Jogos Olímpicos. [caption id="attachment_240837" align="aligncenter" width="560"] Eduardo Paes quer tirar proveito da Olimpíada para divulgar o Rio de Janeiro (Foto: Daniel Ramalho/Terra).[/caption] Paes disse que "O menos importante dos Jogos é o número de turistas que serão atraídos à cidade durante os 15 dias de competição, em comparação com a 'oportunidade fantástica' que surge para atrair fundos e capitalizar obras. Por conta dos Jogos, a Prefeitura está impulsionando várias obras de infraestrutura que incluem a construção de estradas, linhas de metrô, faixas exclusivas de ônibus, reforma da zona portuária e um plano para urbanizar todas as favelas da cidade até 2020, segundo comentou o prefeito. "Temos que entender que o evento já começou. As pessoas olham para o Rio de Janeiro com mais atenção, não apenas 15 dias. Temos que aproveitar ao máximo e melhorar a imagem da cidade", disse. O prefeito fez uma chamada às empresas e ao setor privado para que estimulem a atração de negócios e convidou os meios de comunicação para que "vendam" o País no exterior para favorecer esse fluxo de investimentos. Além das obras e das possibilidades de negócios, o prefeito disse que os Jogos terão como "primeiro legado" levar o Brasil a assumir compromissos, planejar eventos e cumprir prazos. Paes também considerou que o evento olímpico pode favorecer a mudança de certos costumes da população do Rio de Janeiro, entre eles o "hábito porco" de jogar lixo na rua. Fonte: EFE/Agência EFE.