Esta página pode utilizar cookies.
Warning (2): getimagesize(/wp-content/uploads/2011/09/CIDADE-DO-ROCK-2011.jpg): failed to open stream: No such file or directory [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 44]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Warning (2): Division by zero [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]

Cuidar da segurança dos participantes de eventos é um assunto tão básico que alguns organizadores desprezam a sua importância na hora do check list. Muitas vezes, acidentes graves são causados por descuidos de segurança que passam despercebidos como um fio desencapado, uma estrutura de palco não verificada, um cabo não testado, um funcionário sem equipamento apropriado. Muita gente pensa que segurança envolve apenas o cuidado para a violência ser contida em casos extremos ou para que sejam evitados furtos e roubos no calor da agitação. Essa preocupação deve, na verdade, ir muito além. [caption id="attachment_143207" align="aligncenter" width="560" caption="Cidade do Rock contará com quinze ambulâncias da Rede D'Or"][/caption] Como exemplo sobre a forma de tratar o tema, o Rock in Rio divulgou na semana passada a estrutura disponível para atender aos potenciais acidentes e excessos na Cidade do Rock. Do lado de dentro, o esquema de atendimento médico para os cerca de 700 mil participantes fica com a operadora independente de hospitais Rede D'Or. No total, estarão disponíveis seis postos médicos, um deles avançado – preparado para casos mais graves, com cinco leitos, dois deles de UTI. Quinze ambulâncias e mais de 1.500 profissionais de saúde, como socorristas, médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, vão trabalhar durante o festival. Os primeiros cuidados serão feitos em qualquer um dos seis locais de atendimento. Os casos mais graves serão encaminhados aos hospitais referenciados - Barra D’Or para adultos e o Rio’s D’Or para emergências infantis - usando a UTI Móvel da Rede. Toda a operação para apoio médico foi concebida em conjunto com organizadores e órgãos públicos, para assegurar integração e agilidade. “Montamos uma infraestrutura completa para a área médica, com base em estatísticas e expectativas de atendimento para cerca de 100 mil pessoas em cada dia do Rock in Rio, além do apoio nos períodos de montagem e desmontagem”, afirma João Pantoja, superintendente médico da empresa. A ação no Rock in Rio começa bem antes dos shows, com conteúdos e dicas de saúde disponíveis no site do grupo. Lá, o público encontra uma área exclusiva para fazer o cadastro prévio Check In Saúde Rock in Rio. A ideia é reunir dados pessoais como nome completo, RG e plano de saúde do cadastrado, facilitando o atendimento assim que a pessoa der entrada, durante o festival, em um dos centros médicos. O cadastro permite, ainda, acesso a conveniências no “Espaço Rede D'Or”, a loja localizada no Village da Cidade do Rock. Nele, os visitantes podem conhecer mais sobre toda a tecnologia hospitalar utilizada em suas unidades. Para completar a empresa realizará uma ação de endomarketing, por meio da qual dará ingressos para seus colaboradores. “A participação da Rede D’Or no Rock in Rio nos permite reforçar que emoção e saúde são componentes valiosos. E, por isso, investimos continuamente para oferecer a melhor estrutura médico-hospitalar, onde quer que estejamos”, diz Claudio Tonello, diretor-corporativo de Marketing.