Esta página pode utilizar cookies.

A Grande Ideia passa a ser a assessoria da Recicleiros. Diferentemente do que muitos pensam, ela não é uma ONG, mas uma empresa social, que de acordo com Muhammad Yunnus, vencedor do Prêmio Nobel da Paz 2006, é projetada para atender a uma meta social, movida por uma causa. “Ela vende produtos/serviços a preços que fazem dela um negócio autossustentável e não paga dividendos. Todo e qualquer lucro obtido permanece na empresa a fim de financiar sua expansão, criar novos produtos ou serviços e trazer o bem ao mundo” (trecho do livro “Um Mundo sem Probreza - a empresa social e o futuro do capitalismo”. Editora Ática, 2008).

E a causa que, em 2007, fez nascer a Recicleiros, foi a socioambiental: contribuir para ter um Planeta mais limpo e sustentável, pessoas mais conscientes e uma rede de serviços que possibilite a criação de soluções para a gestão de resíduos de forma a promover a inclusão e o desenvolvimento social. Com a experiência e o conhecimento adquiridos desde sua fundação, a Recicleiros cresceu e amadureceu, tornando-se fornecedora de serviços de inteligência na área de gestão socioambiental. Em seu portfólio destaca-se a consultoria no desenvolvimento de projetos para empresas e eventos que buscam a ecoeficiência, considerando fatores como energia, processos, mão de obra, gestão de resíduos, comunicação, tecnologia e tendências de consumo, entre outros. Trabalho complexo, o objetivo é integrar, da melhor maneira possível, a cultura ambiental ao projeto em questão. O Bota-Bituca, as ações de guerrilha contra o microlixo e a instalação Energia! também são ferramentas da Recicleiros que visam chamar a atenção da população para importantes questões ambientais.