Esta página pode utilizar cookies.
Warning (2): getimagesize(/wp-content/uploads/2014/05/centro-de-convencoes-de-anapolis.jpg): failed to open stream: No such file or directory [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 44]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Warning (2): Division by zero [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]

Quem passa no trecho anapolino da BR-153 vê duas obras: a construção do viaduto do Distrito Agroindustrial de Anápolis e outra às margens da rodovia. Trata-se do centro de convenções de Anápolis, obra de 32,8 mil m² de área construída. O centro, que vale R$ 120 milhões — verba já garantida por meio do Produzir — é a menina dos olhos do governador Marconi Perillo (PSDB), que pretende entregá-lo à população até o fim do ano. Um dos pontos fortes do centro, segundo William Leyser O'Dwyer, secretário de Indústria e Comércio, será a chegada de muitos hotéis, o que atrairá um bom número de turistas. [caption id="attachment_397934" align="aligncenter" width="535"] O Centro de Convenções de Anápolis deve ser entregue até o final do ano.[/caption] “Goiás ainda tem um déficit no que diz respeito à acomodação de eventos. O centro de convenções de Goiânia está lotado o ano todo, assim como os salões de festas de Anápolis. Então, se os poucos hotéis que existem na cidade não têm conseguido arcar com a grande demanda, isso significa que, com a inauguração desse centro, Anápolis atrairá um número maior de hotéis. Já convidei, inclusive, o Castro’s Hotel para abrir uma filial em Anápolis. Essa é a realidade atual.” Segundo o secretário, o que virá depois dependerá da iniciativa privada, isto é, dos investimentos feitos pelos empresários. “Temos que pensar alto e de modo positivo. Essa obra não está sendo construída para nada. Ela abrigará grandes eventos.” Esta semana, William viaja para a Califórnia (EUA), e depois segue para Sydney, na Austrália, onde se encontrará com empresários. Ele afirma, porém, que prentende também promover o centro de convenções de Anápolis com o objetivo de atrair os grandes eventos. O Centro de Convenções de Anápolis propõe-se a dinamizar o setor de feiras e eventos e será o maior do gênero no Centro-Oeste. Terá salas multiuso, dois auditórios (um com capacidade para 750 pessoas e outro para 2.350 pessoas), sanitários, áreas para administração, manutenção e primeiros socorros, pavilhões para exposições e teatros. Também serão construídos um restaurante, salas de apoio, cozinha, estacionamento, camarotes, camarins, teatro de arena e demais dependências para apresentação de espetáculos musicais e de orquestras. Os recursos para construção do Centro de Convenções de Anápolis são oriundos de um fundo específico do Programa Produzir, da Secretaria de Estado da Indústria e Comércio. O valor total da obra é estimado em torno de R$ 120 milhões.