Esta página pode utilizar cookies.
Warning (2): getimagesize(/wp-content/uploads/2011/08/jorge_nahas_alta.jpg): failed to open stream: No such file or directory [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 44]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Warning (2): Division by zero [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]

Buscando aumentar o alcance do mercado de Experience Marketing no Brasil, hoje concentrado em sua maior parte em São Paulo, "O Melhor da Vida" anuncia a expansão de sua equipe comercial com foco nas cidades de Belo Horizonte (BH), Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF), Curitiba (PR) e Salvador (BA). A equipe, formada por profissionais de marketing, vendas e RH, tem como objetivo aumentar as vendas no mercado corporativo nestas praças para catequizar as empresas sobre a importância de trabalhar a qualidade de vida, bem estar de colaboradores e clientes em ações criativas e inovadoras em incentivos as vendas, fidelização, prêmios, presentes e promoções.

[caption id="attachment_137785" align="aligncenter" width="560" caption="Jorge Nahas."][/caption] “Hoje, o nosso mercado está muito concentrado nas empresas paulistas e paulistanas. A iniciativa de trabalhar com equipe em outras praças ajudará na ampliação do conceito para todo o Brasil como também, expandir em 2012 para América Latina”, afirma Jorge Nahas, CEO da empresa. Segundo ele, a decisão de buscar profissionais locais para atuar como profissionais do O Melhor da Vida também foi uma decisão estratégica, já que eles conhecem a cultura corporativa local, o que ajuda na hora do fechamento de um negócio. O foco da nova equipe comercial estará também nas pequenas e médias empresas locais. “Como as grandes empresas estão, em sua grande maioria, instaladas em São Paulo, vamos buscar as pequenas e médias em outras regiões e crescer o faturamento em 25%”, diz Nahas.