Esta página pode utilizar cookies.
Warning (2): getimagesize(/wp-content/uploads/2013/09/O-Estado-de-S-Paulo_foto_Daniel-Texeira-Estadao.jpg): failed to open stream: No such file or directory [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 44]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Warning (2): Division by zero [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]

Desde o dia 22/09, toda a cadeia produtiva do jornal O Estado de S. Paulo, desde a floresta que gera a fibra e a celulose para a produção do papel até a saída do jornal impresso no parque gráfico, passa a ter o "Selo Verde" Forest Stewardishp Council ou Conselho de Manejo Florestal (FSC). A Oesp Gráfica já havia sido certificada em 2010. Agora, o jornal passa a circular com a certificação de que seu papel é proveniente de florestas manejadas de forma ecologicamente correta, socialmente justa e economicamente viável. [caption id="attachment_328765" align="aligncenter" width="562"] Gráfica do O Estado de S. Paulo (Foto: Daniel Texeira/Estadão).[/caption] O FSC é um organismo internacional reconhecido no mundo todo e que desenvolve as normas para o uso de florestas, garantindo a conservação dos recursos naturais, condições justas de trabalho no campo e estímulo às boas relações com a comunidade. O selo exibido na capa do jornal é da Cadeia de Custódia FSC, que garante a rastreabilidade desde a produção da matéria-prima até a chegada do produto ao consumidor, além de olhar para as questões sociais na indústria.

"A empresa passa, assim, a funcionar como uma espécie de guardiã da marca FSC, garantindo que o material usado na fabricação do jornal é mesmo certificado", afirma David Escaquete, coordenador de Certificação Florestal do Imaflora. "Assim, a mensagem sobre a certificação pode ser transmitida aos consumidores para que eles sejam capazes de optar por um consumo responsável." O papel usado vem de florestas gerenciadas considerando a conservação dos ecossistemas, dos recursos hídricos, da vida silvestre e fornecendo condições dignas aos trabalhadores florestais. O certificado foi concedido pela avaliação da Rainforest Alliance por meio do Imaflora, que tem por missão incentivar e promover mudanças nos setores florestal e agrícola, visando à conservação e ao uso sustentável dos recursos naturais e à geração de benefícios sociais. É o primeiro jornal de grande circulação do País a receber o certificado, mostrando a sua preocupação com as questões socioambientais. É uma garantia de que o leitor está levando para casa um jornal que contribui para a proteção das florestas e o bem-estar do trabalhador florestal e industrial. O esforço de adequação do jornal se encaixa em uma preocupação histórica do Grupo Estado com a sustentabilidade, marcada pela adoção de boas práticas socioambientais e a realização de campanhas em prol do ambiente.