Esta página pode utilizar cookies.
Warning (2): getimagesize(/wp-content/uploads/2014/11/Carreta-de-Saude-novartis.jpg): failed to open stream: No such file or directory [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 44]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Warning (2): Division by zero [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]

Nesta segunda-feira (17/11), Curitiba recebe a Carreta de Saúde que promove a detecção e o tratamento da hanseníase.

Patrocinado pela Novartis, o caminhão itinerante possui cinco consultórios e um laboratório para o diagnóstico da doença e distribuição dos remédios. Com o apoio do Ministério da Saúde, a iniciativa da Novartis já diagnosticou mais de 2.000 casos em 170 cidades brasileiras.

A Carreta estará na Capital paranaense de 17 a 20 de novembro, no Campus da PUC-PR (entrada portão 4, estacionamento 17), que fica na Rua Imaculada Conceição, 1155. O atendimento gratuito acontece das 8h às 12h e das 14h às 17h.?

De acordo com o Ministério da Saúde, nos últimos 10 anos houve redução de 65% na taxa de prevalência de hanseníase passando de 4,33, em 2002, para 1,51 por dez mil habitantes, em 2012. Entretanto, a doença ainda é endêmica no país. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o segundo no ranking de incidência da hanseníase no mundo, com quase 34 mil pacientes, representando 15,4% de todo o planeta.

A iniciativa reforça a missão da Novartis em colaborar com a campanha “Hanseníase Tem Cura” do Ministério da Saúde para combater a doença no Brasil, por meio de ações educativas, além do diagnóstico e tratamento. No ano passado, o caminhão itinerante passou por mais de 31 cidades nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco e Mato Grosso.

Para tratar a doença, a Novartis fornece a poliquimioterapia (PQT) há mais de uma década, via Organização Mundial da Saúde (OMS). A PQT está disponível gratuitamente em toda a rede pública do Brasil, e, além de curar a hanseníase, interrompe sua transmissão e previne as deformidades.

Desde 2000, foram doadas pela Novartis mais de quatro milhões de unidades e 600 mil pacientes foram curados no País. Globalmente, a Novartis já investiu mais de US$ 80 milhões em ações de combate à hanseníase.

Para o presidente da Novartis Brasil, Adib Jacob, “Uma das filosofias da empresa é a responsabilidade social, e, por isso, sempre estivemos comprometidos com a eliminação da hanseníase em todo o mundo,”, afirmou.

CTA anuário BANNER GERAL