Esta página pode utilizar cookies.
Warning (2): getimagesize(/wp-content/uploads/2011/01/Nova-Imagem-11.jpg): failed to open stream: No such file or directory [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 44]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Warning (2): Division by zero [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]

Não é só na frente dos equipamentos 3D que a sensação do momento são os óculos. O mobile eyetracking funciona com óculos que podem revolucionar o estudo acerca do comportamento do consumidor naquele momento final onde ele escolhe o que levar para casa. O mobile eyetracking funciona com óculos que emitem raios infravermelhos em direção aos olhos do consumidor, que originam um reflexo pupilar. Depois, um sistema de recepção composto por sensores capta esse reflexo, que é analisado por um módulo matemático e estatístico. "Com base na informação pupilar, calcula com precisão o ponto de fixação ocular num determinado campo visual, seja num monitor seja num espaço exterior", explica Tiago Cabral, diretor da luzitana Netsonda que prepara-se para iniciar uma série de testes no primeiro trimestre de 2011. "Queremos ajudar a definir o layout e a disposição de materiais promocionais numa cadeia nacional de lojas de grande consumo", adianta. O que os consumidores vêem primeiro, para onde são atraídos e que cores memorizam, são respostas que estes óculos pretende fornecer. "Os compradores demoram poucos segundos a olhar e cada vez mais a escolha faz-se nas prateleiras", confirma  Cabral, sócio da empresa de estudos de mercado . O uso desta nova tecnologia busca decifrar exatamente porque razão o consumidor escolhe o produto A e não o produto B, dando às empresas informações preciosas sobre o que deve ser ajustado na sua estratégia. Esta tecnologia identifica algo que é muito difícil de omitir: para onde são atraídos os olhos em primeiro lugar quando o cliente se aproxima da prateleira do gel de banho? "A utilização de tecnologias em estudos de consumidor só faz sentido se formos capazes de introduzir técnicas que nos ajudem a compreender os comportamentos verificados", defende. A Netsonda vai combinar o mobile eyetracking com técnicas de sociologia e psicologia para determinar a melhor estratégia das empresas para o ponto de venda. Isto numa altura em que "a concorrência, o cenário macroeconómico e os consumidores com menos tempo para procurar" tornam a margem para erros de marketing praticamente nula. O método não é novo, mas a sua aplicação em ambiente de compras real, com óculos, traz uma nova dimensão à pesquisa. "O resultado da aplicação desta metodologia no ponto de venda serão séries de dados mensuráveis de vendas "Comparando cenários onde foi e onde não foi aplicada a metodologia teremos a análise concreta desse diferencial", conclui o diretor da Netsonda.