Esta página pode utilizar cookies.
Warning (2): getimagesize(/wp-content/uploads/2011/08/Feira-Cearense.jpg): failed to open stream: No such file or directory [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 44]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Warning (2): Division by zero [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]

Com negócios previstos em torno de R$ 200 mil, a IV Feira Cearense de Agricultura Familiar (FECEAF) acontece até o domingo, dia 4, no Parque de Exposição Cesar Cals, em Fortaleza (CE). O titular da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), Nelson Martins, explicou que a edição deste ano, além da movimentação de negócios agropecuários e do artesanato, apresenta as iniciativas do Governo voltadas para o incremento do desenvolvimento rural. Durante a abertura da Feira, que teve a presença do governador Cid Gomes e de representantes do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), foi oficialmente anunciada a instalação de mais 62 escritórios da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce). Segundo Martins, além do anúncio, foram entregues 94 carros, 110 motocicletas, 475 computadores, móveis e outros materiais de escritório que vão compor as novas unidades do órgão. "Com essas representações vamos abranger 140 municípios, restando apenas 43 para total cobertura da assistência técnica no campo pelo Governo do Estado", disse o secretário. [caption id="attachment_140978" align="aligncenter" width="422" caption="III FECEAF, em 2010."][/caption] Sobre a Feira, ele lembrou que a ideia é reunir um grande público, estimado em até 40 mil pessoas, entre o dia de abertura e a tarde de encerramento no domingo. Para os visitantes, muitas atrações: casas de farinha (com produção de farinha e beiju), engenho de açúcar (com produção de rapadura), uma fazendinha (reproduzindo uma casa típica do interior, com um quintal produtivo constituído por horta e galinhas caipiras, patos e outros animais pequenos) e ainda a réplica de uma típica bodega, expondo lamparinas, fumos de rolo e quartinhas. "Nosso propósito é que as pessoas interioranas, residentes em Fortaleza, possam relembrar com carinho a rusticidade desses elementos rurais. Além disso, as crianças que moram na capital também podem saber parte do modo de viver e da subsistência das populações interioranas", afirmou o titular da SDA. Para ele, tão importante quanto os negócios que ocorrerão durante a Feira é a oportunidade de tornar públicos os investimentos que têm sido realizados no setor agrário. Participam da IV FECEAF, 300 feirantes, além dos 120 inscritos em cursos e oficinas. Fonte: Marcus Peixoto (repórter) e Portal Fe.