Esta página pode utilizar cookies.

Um dia reservado à cultura, repleto de atrações para toda a família de Joinville e região. Assim é definido o terceiro Sarau Social, que acontece no dia 21/09, das 11 às 14h na Liga da Sociedade Joinvillense e a entrada é franca. O evento é uma promoção do Instituto Cultural Ademar Cesar e conta com o patrocínio da empresa blumenauense Guia Fácil. Durante o Sarau, haverá apresentações de dança, teatro, música, Stand up, artes plásticas e leilão beneficente de obras de artes, das quais cinco são do artista Ademar Cesar. Além disso, a Banda do 62º Batalhão de Infantaria já está com presença confirmada.   Um dos diretores do Guia Fácil, Romário Luiz de Oliveira, comenta a importância da ação social: “O projeto é de fundamental relevância para a região. É emocionante e gratificante ver os resultados fantásticos que a arte proporciona a essas pessoas, que encontram um motivo para viver bem e melhor. O sarau é o momento da celebração”. A coordenadora do Instituto, Jane dos Santos, diz que a previsão é de que cerca de mil pessoas compareçam ao Sarau Social e a expectativa é de vender mais de 400 almoços. O Instituto Cultural Ademar Cesar, fundado em 2011, com o objetivo de difundir a arte em todas as suas formas entre as minorias e os menos favorecidos, mantém o projeto “Arte Eficiente”. Oferecido gratuitamente para pessoas da comunidade que precisem de uma terapia, tem por objetivo fazer da arte uma maneira de ajudar na reabilitação de pessoas com alguma deficiência. Entre os artistas que fazem parte do Instituto estão José Souza dos Santos que pinta segurando o pincel com a boca e Cassemiro Goulart, que sofreu um AVC e tem dificuldades motoras. No local também são desenvolvidas atividades como desenho, pintura, dança inclusiva, informática e também um trabalho em grupo de nutrição. Além do “Arte Eficiente", o Instituto também desenvolve trabalhos na educação ambiental, com a visitação em escolas municipais e centros de educação infantil, ministrando palestras e oficinas de pintura para crianças e jovens. O Instituto é mantido com  doações de empresas de Santa Catarina. Uma delas, que é mantenedora permanente, é a Guia Fácil, de Blumenau. Para continuar este trabalho, o Instituto depende do aumento no número de empresas patrocinadoras dos projetos.