Esta página pode utilizar cookies.
Warning (2): getimagesize(/uploads/2016/06/images/Claudia_Campos.jpg): failed to open stream: No such file or directory [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 44]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Warning (2): Division by zero [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]

As recentes mudanças no panorama político e econômico do Brasil nos colocam de frente com a dura face da rotina. Acabou a lua de mel e, agora, temos que retomar as dores e delícias de gerenciar, manter e motivar nossas equipes.

          Claudia Campos

Temos um grande desafio pela frente. Adianto que não vou dar a solução, até porque ainda não a encontrei, mas contarei um caminho que vem se mostrando exitoso.

Há 15 anos, me dedico a um dos segmentos mais sensíveis às oscilações do mercado: veículos. Diariamente, temos que orientar, motivar e engajar equipes de vendas de acordo com nossos propósitos de marca.

O incentivo deve ser formado por um composto de ações que, prioritariamente, levem em consideração o público e objetivo. Vale premiações em dinheiro para liberar aquele lote que está parado no “estoque” ou campanhas para reconhecer os melhores da equipe, só para mencionar dois exemplos.

Mas o que mais vale, no final das contas, é a experiência. É por causa dela que transformamos a vida dos vendedores, agregamos equipes, e “colamos” nossa marca em suas mentes e corações. Há experiências que valem mais que qualquer dinheiro.

A motivação e engajamento gerados fazem o vendedor defender a marca e dar o seu melhor para que possam, juntos, atingir os objetivos. Mesmo em um cenário instável economicamente como o que vivemos.

Com meus anos de mercado, acredito firmemente no poder de uma viagem de experiência. Não importa se o “premiado” já visitou ou não um lugar, porque a experiência que você proporciona vai estar presente nas suas melhores lembranças.

Mas para ter uma viagem de experiência diferenciada é preciso cuidar da personalização das ações, planejadas e executadas para encantar os participantes. Você pode, por exemplo, visitar o estádio do Barcelona ou assistir a um jogo do Brasil na próxima Copa do Mundo – isso se a seleção se classificar, claro.

Seja qual for, a viagem de experiência dissemina, contamina, multiplica. Sou a favor, inclusive, da participação de familiares, que são ótimos parceiros para incentivar as equipes quando não estão nos seus locais de trabalho. Eles trazem mais um sentido às vitórias e motivam novas conquistas.

Se você quer a dica do que transforma a experiência em uma vivência inesquecível, aí vai: cuide dos detalhes. De todos. Faça com que o participante se sinta à vontade, conectado a você e sua marca. Torne a viagem um incentivo eficaz. E incentive a viagem.