Esta página pode utilizar cookies.
Warning (2): getimagesize(/wp-content/uploads/2012/04/atacama1-560x372.jpg): failed to open stream: No such file or directory [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 44]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Warning (2): Division by zero [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]

Destinos que se utilizam do turismo como principal fonte econômica de alguma forma acabam esbarrando com problemas de sustentabilidade. Afinal, quanto mais gente, maior a concentração de impactos negativos sobre a natureza local. Sempre com a mente voltada para a exploração das riquezas naturais e culturais dos locais onde atua, o Grupo Explora mais uma vez dá um passo em prol da preservação, responsabilidade, comprometimento e sustentabilidade, criando a “Fundación Explora”. [caption id="attachment_190310" align="alignleft" width="560" caption="Atacama."][/caption] O projeto, único em toda a América Latina, é uma organização sem fins comerciais cuja missão se baseia na conservação biocultural de áreas de beleza natural, históricas e científicas, criando uma conexão entre as pessoas que visitam essas áreas e as comunidades locais. Como ponto inicial da “Fundación Explora” está a Reserva Puritama, a primeira área de preservação ambiental do Chile localizada nas planícies andinas conhecida como Altiplano. São 8,446 hectares (20,870 acres) de propriedade que já fazem parte do “Explora” desde o início dos anos 90 e que agora ganha uma nova atenção. Segundo o presidente e fundador do “Explora”, Pedro Ibáñez, apoios a programas como a Escola do Atacama; Consejo de Pueblos Atacameños; Internato Andino; limpeza da linha costeira da Ilha de Páscoa; gestão de resíduos e entro de reciclagem, que já faziam parte das iniciativas do Grupo irão continuar. “Ao longo dos anos o nosso grau de extensão começou a ser prejudicada pela nossa dificuldade em canalizar adequadamente e enfrentar as muitas oportunidades que apareceu no nosso caminho e as muitas iniciativas que queríamos assumir. Por isso, em 2008, começamos a formatar o projeto da fundação afim de de focarmos os esforços da companhia de maneira sustentada, e agora podemos dizer que conseguimos”, explica. Ao longo de 2009 um grupo de cientistas montou uma base de estudos para identificar, caracterizar e validar a fauna, flora e os vestígios culturais da Reserva Puritana. A pesquisa confirmou a diversidade de espécies de animais e plantas além de identificar as áreas de grande importância arqueológica, tendo, inclusive, encontrado novas espécies de insetos e a presença de felinos que se encontram  na “lista vermelha” de animais ameaçados de extinção. Como resposta a esse estudo, a “Fundación Explora” desenvolveu um plano de conservação e gestão da Reserva, permitindo a proteção da biodiversidade e da riqueza arqueológica deste ecossistema andino. O estudo também permitiu estabelecer e desenvolver apropriadamente as áreas específicas para pesquisa científica, imersão cultural e turismo especial. “Acreditamos que a “Fundación Explora” irá definir um novo curso na América Latina em termos de conservação biocultural e proporcionará aos nossos associados, viajantes e parceiros de negócios a oportunidade de contribuir diretamente e participar neste projeto”, finaliza Ibáñez.