Esta página pode utilizar cookies.
Warning (2): getimagesize(/wp-content/uploads/2013/01/fuleco.jpg): failed to open stream: No such file or directory [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 44]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Warning (2): Division by zero [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]

O jornal espanhol As, publicou no dia 09/01 uma reportagem criticando a escolha do tatu-bola Fuleco como mascote da Copa do Mundo de 14. Para o diário de Madri, o animal não representa o Brasil, é “feio como só pode ser a espécie” e “não é amigável”. No fim do texto, o jornal chega a se referir a Fuleco como “maldito tatu”. O veículo aproveitou o encontro do tatu com Ronaldo em Zurique, durante a Festa de Gala da Fifa, para dizer que o jogador é quem deveria ter sido escolhido como mascote da Copa: “o personagem mais representativo do Brasil contemporâneo”. Ao criticar a escolha do tatu-bola, o jornal afirma que o animal não aparece como nenhuma das principais referências do Brasil no Exterior. De acordo com eles, as referências são: futebol, samba, carnaval, Garota de Ipanema, Ayrton Senna, Amazonas (“rio” e “guerreiras”), caipirinha e Xuxa.