Esta página pode utilizar cookies.

Muitos brasileiros têm dado um jeitinho para tentar driblar a crise econômica. Seja optando pelo trabalho informal ou ainda pela dupla jornada de trabalho. O Petrobras de Carona com Elas foi na garupa de uma bike e descobriu uma galera que tem conseguido um dinheiro extra no final do mês vendendo em bicicletas produtos comestíveis artesanais, as conhecidas food bikes.

Essa tendência no mercado tem sido fonte de renda para muitas pessoas. São bicicletas e triciclos adaptados para a venda de comidas que têm ganhado cada vez mais espaço não somente no Brasil, mas em todo o mundo.

A analista de negócios, Adriana Chermut, há oito meses tem participado de eventos de food truck. Ela vende chope artesanal numa beer bike, uma bicicleta personalizada para a cervejaria.

"Participamos de eventos de food truck em Niterói, no Rio de Janeiro e no interior do estado. É um investimento que vale a pena, pois além do retorno financeiro, ainda conseguimos divulgar bem a marca e a cultura cervejeira", ressalta Adriana, de 48 anos.

A coordenadora financeira Gizelle Lopes também participa de várias feiras e encontros gastronômicos. Ela, que vende brownies numa bicicleta charmosa, decidiu abrir esse negócio para alterar a rotina e ter mais uma fonte de renda.