Esta página pode utilizar cookies.
Warning (2): getimagesize(/wp-content/uploads/2011/09/baixa-chiado-560x420.jpg): failed to open stream: No such file or directory [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 44]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Warning (2): Division by zero [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]

Aquela que é uma das mais emblemáticas estações de metrô de Lisboa foi rebatizada. Baixa-Chiado PT Bluestation é o seu novo nome, graças a uma ação de marketing promocional da empresa que está gerando controvérsia. A alteração de um dos principais pontos históricos da cidade, foi chamada, por muitos cidadãos de "prostituição do espaço público". Cardoso dos Reis, presidente da empresa que gerencia as estações, defende a iniciativa, dizendo que esta mudança "é um marco de ruptura, de inovação, de criatividade" na vida do metrô, e revelou que quer ampliá-la a outras estações: "Esperamos contar com a visão de futuro, o espírito inovador e a ambição de outras marcas", disse o gestor. A empresa não divulgou quanto vai arrecadar com esta operação, e o presidente executivo da PT também não revelou quanto a empresa vai pagar para ter, durante quatro anos, o seu nome na estação. "É um investimento significativo", limitou-se a dizer Zeinal Bava. Já o secretário de Estado dos Transportes declarou-se "muito contente com este projeto". Porque, explicou Sérgio Monteiro, "corresponde à vontade do Governo de que as empresas públicas de transportes encontrem formas inovadoras e criativas de gerar receitas", para serem "menos dependentes do Orçamento do Estado". No caso da Baixa-Chiado, esta iniciativa inclui ainda a disponibilização aos usuários de internet grátis. Além disso, haverá ações diárias (como projeções de vídeo, distribuição de balas ou massagens nas mãos), pelo menos durante um ano, e nas paredes serão projetadas notícias e "informações úteis". Questionado, o presidente executivo da PT garantiu que essas projeções não incluirão mensagens publicitárias, mas admitiu que a Baixa-Chiado receba "demonstrações de produtos" da marca. Com informações do Público.