Esta página pode utilizar cookies.
Warning (2): getimagesize(/wp-content/uploads/2013/09/Katia-Espirito-Santo-e-Maria-Lucia-Jardim_Foto_From_Euro-Comunicacao.jpg): failed to open stream: No such file or directory [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 44]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Warning (2): Division by zero [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]

Personalidades que ajudaram, nos últimos anos, a impulsionar a produção de cachaça no Estado participaram no dia 13/09, no Centro do Rio de Janeiro, da comemoração ao Dia Nacional da Cachaça. Na programação do evento, o Instituto Brasileiro da Cachaça (Ibrac) realizou uma palestra sobre o Panorama Geral da Cachaça. Além disso, receberam homenagens o senador Francisco Dornelles, o presidente da Firjan, Eduardo Eugenio e a vice-primeira-dama do Estado do Rio, Maria Lúcia Jardim, que tem lutado pelo fortalecimento do setor, sobretudo no Interior do Estado. [caption id="attachment_328465" align="aligncenter" width="562"] Kátia Espírito Santo e Maria Lúcia Jardim (Foto: Antonio Batalha/Firjan).[/caption] “São pessoas que entendem a importância cultural da cachaça e se esforçam para o seu desenvolvimento, principalmente entre os pequenos produtores no Estado do Rio. O senador, por exemplo, esteve à frente, na década de 90, dos esforços em prol do Programa Brasileiro de Desenvolvimento da Cachaça”, lembra Kátia Espírito Santo, presidente da Apacerj. Kátia falou ainda sobre o bom momento que as empresas produtoras de cachaça do estado do Rio vivem. “O Estado ocupa posição de destaque em termos de exportação e já tem quatro marcas de cachaça já registradas sua qualidade pelo Inmetro e outra dezena está em processo de certificação. Este processo visa formar um conjunto vigoroso das marcas que atendem a todos os parâmetros legais e de qualidade”, explica. Kátia ainda lembrou que o Rio tem conquistado importantes premiações, tais como as medalhas no Concurso Mundial de Bruxelas deste ano: Ouro Duplo com a Cachaça da Quinta no Spirits Selection – ‘Prova Mundial’; Ouros com a Fazenda Soledad, Werneck e São Miguel, e duas pratas com a Reserva do Nosco, na ‘Prova Nacional. “O Estado ainda recebeu, em um recente concurso de cachaça em São Paulo, com marcas de todo o Brasil, 12 medalhas, todas de nossos associados da Apacerj”, acrescentou Kátia. Os discursos dos homenageados e presentes trouxeram várias boas notícias e reivindicações do setor. Em seu discurso, Eduardo Eugenio anunciou que a federação está iniciando as discussões para transformar o Centro de Tecnologia Senai (Alimentos e Bebidas) no Município de Vassouras em referência na capacitação profissional para a indústria da cachaça. [caption id="attachment_328470" align="aligncenter" width="562"] Kátia Espírito Santo e Francisco Dorneles (Foto: Antonio Batalha/Firjan).[/caption] O Dia Nacional da Cachaça é celebrado em 13/09 como referência à data, no ano de 1661, que a Coroa Portuguesa revogou restrições comerciais para a cachaça brasileira depois da sequência de episódios conhecida como Revolta da Cachaça. Promovido pela Associação de Produtores de Cachaça do Estado do Rio (Apacerh) e pelo Sindicato das Indústrias de Bebidas em Geral do Estado do Rio (Sindbebi) o evento teve patrocínio da Federação das Indústrias do Estado do Rio (Firjan).