Esta página pode utilizar cookies.

Após quatro fins de semana de provas de escalada do Desafio Coca-Cola, os jovens Gabriel Pacheco e Hevlin Magno levaram a melhor, ficando com o troféu da competição e o prêmio: um smartphone. A grande final foi realizada na tarde do domingo, 24 de maio, em uma disputa que envolveu outros doze finalistas. Seguindo as normas da Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada Esportiva, a prova permitiu que os participantes ficassem com as mãos e pés livres, usando apenas as garras presas no equipamento para chegar ao topo e tocar o sino. Os competidores com o melhor desempenho levaram o título.

Fotos: Lego Produções.
Com o primeiro lugar da competição (sete segundos e 61 centésimos), o morador de Itapuã Hevlin Magno, 21 anos de idade, tentou pela segunda vez um bom resultado no Desafio Coca-Cola. "Eu pratico slackline e até participei das eliminatórias da categoria em abril, mas não tive um bom resultado. Quando consegui a classificação da escalada, treinei bastante para a final.", lembra Magno. Já o surfista e praticante de muai thai, Gabriel Pacheco, 26 anos de idade, fez o tempo de nove segundos e 44 centésimos e garantiu o segundo lugar da prova. "Acho que vou presentear minha namorada com o aparelho. Não tive muito tempo de treinar, mas estava confiante e fiquei muito feliz com a vitória." comemora. [caption id="attachment_466313" align="aligncenter" width="562"]IMG_5339 Vencedores do Desafio Coca-Cola.[/caption] O presidente do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento do Esporte, Rilson Campos, esteve no local e fez a entrega da premiação. Com o encerramento do projeto que durou três meses no Farol da Barra, ele fez um balanço sobre a importância do Desafio Coca-Cola para a cidade. "O resultado foi melhor que o esperado, pois tivemos a participação de atletas profissionais, amadores e iniciantes. O grande objetivo era incentivar a prática esportiva e a população de todas as idades, gêneros, classes sociais entenderem o espírito da competição." avalia Campos. O Desafio Coca-Cola promoveu disputas de skate em março, slackline em abril e escalada  em maio, além de equipamentos de lazer para todo o público, como o full pipe, surf mecânico e dança kinect. Milhares de pessoas estiveram presentes durante os três meses para assistir às provas e desfrutar dos aparelhos. Ainda instalada no local, a roda-gigante de 20 metros de altura e 16 gôndolas, fica até o dia 31 de maio, gratuita para toda a população. O projeto realizado pela Solar BR Coca-Cola deixa como legado para a população um bicicletário com capacidade para dez bicicletas. O Desafio Coca-Cola teve o apoio da Prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo e Empresa de Turismo S/A, apoio técnico do Instituto Brasileiro do Desenvolvimento do Esporte, patrocínio da Coca-Cola e realização da Litoral Esporte.