Esta página pode utilizar cookies.
Warning (2): getimagesize(/wp-content/uploads/2012/04/CocaCola1-560x251.jpg): failed to open stream: No such file or directory [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 44]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Warning (2): Division by zero [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]

O Sistema Coca-Cola Brasil, formado pela Coca-Cola Brasil e 15 fabricantes autorizados, investirá R$ 2,8 bilhões apenas em 2012. Este investimento representa aumento de 8% em relação a 2011 (R$ 2,6 bilhões) e coroa os oito anos de crescimento consecutivos, que detém o quarto maior volume de vendas dos produtos Coca-Cola em todo o mundo, atrás apenas de Estados Unidos, México e China. Em 2011 a companhia consolidou seu crescimento, avançando 1% no volume de vendas, com 10,7 bilhões de litros vendidos. José Octavio Reyes, presidente da Coca-Cola para América Latina, anunciou que os investimentos do Sistema Coca-Cola Brasil atingirão R$ 14,1 bilhões até 2016. “O Brasil não é país do futuro e sim do presente. Faz todo o sentido acelerar os investimentos aqui para continuar crescendo e, nos próximos cinco anos, ampliaremos o montante previsto em 50% em relação ao último quinquênio”, afirmou Reyes. Entre 2007 e 2011 foram investidos R$ 9,4 bilhões. O Sistema ainda fechou 2011 tendo criado sete mil novos empregos diretos, totalizando 60 mil funcionários. Indiretamente, a operação é responsável pela geração de 600 mil empregos. “Continuamos com volume de vendas entre as cinco maiores operações da Coca-Cola no mundo. Com a Copa e o Jogos Olímpicos acontecendo aqui nos próximos anos, e somos patrocinadores de ambos os eventos, esperamos viver um momento único de crescimento nos 70 anos de história no Brasil”, completou Reyes que esteve com fabricantes e funcionários das operações brasileiras para definir estratégias para o próximo quinquênio e visitou projetos da companhia, como o Programa Coletivo. O programa capacita jovens das classes C e D para o mercado de trabalho e está instalado hoje em 125 comunidades, integrando as iniciativas da companhia de contribuir para a geração de oportunidade e renda para este segmento da população brasileira. O desempenho positivo e o crescimento da empresa no Brasil são permeados pelos compromissos com a sustentabilidade. “Todo o nosso investimento é atrelado a objetivos de sustentabilidade. Estamos trabalhando para alcançar, até 2020, diversas  metas em escalas nacional e global”, ressaltou Marco Simões, vice-presidente de Comunicação e Sustentabilidade da Coca-Cola Brasil. Entre os objetivos da empresa estão ter todas as fábricas verdes certificadas; atingir níveis de reciclagem de quase 100% nas embalagens; chegar a 1,5 litro de água por litro de bebida produzida (em 2008, esse número era de 2,08) e diminuir as emissões provocadas pelas geladeiras e caminhões. Marco Simões destacou ainda que o investimento recorde prevê a instalação de novas fábricas no País. A primeira delas, anunciada em março, será construída em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. “Será uma fábrica com selo verde, concebida nos mais rígidos padrões de preservação do meio ambiente, com iluminação e ventilação naturais, que economizam energia e reduzem a emissão de carbono e o consumo de água“, acrescentou Simões.