Esta página pode utilizar cookies.
Warning (2): getimagesize(/wp-content/uploads/2011/08/Untitled-10.jpg): failed to open stream: No such file or directory [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 44]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Warning (2): Division by zero [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Corinthians e Anderson Silva devem anunciar um acordo para que o atleta passe a defender as cores do clube. O projeto, que foi intermediado pela agência 9ine – responsável pela imagem e captação de patrocínio ao campeão de MMA – prevê a criação de uma academia com treinamentos específicos do esporte com a bandeira do lutador, considerado por muitos – incluindo Dana White, dono do UFC – o melhor do mundo. Silva usará as cores alvinegras do clube e será “padrinho” da academia a ser montada. O atleta deverá utilizar o espaço para treinamento quando estiver no Brasil. Como Silva não usa uniforme durante as lutas, a marca Corinthians ficará em evidência fora do octógono e no pré e pós-luta. O contrato que deverá ser assinado é de um ano e o lutador estampará as cores do clube já no UFC Rio, no próximo dia 27/08. A experiência, porém, não será inédita para o lutador. Em fevereiro desse ano ele vestiu a camisa do Corinthians ao bater o também brasileiro Vitor Belfort, em confronto que durou menos de dez segundos. Na ocasião, Silva, que é torcedor do clube paulista, havia fechado um acordo pontual com a Bozzano, pertencente à Hypermarcas, que também é patrocinadora do Corinthians. Em termos mercadológicos, essa associação é uma grande iniciativa para o mercado e para os clubes, pode ser o start de uma nova ferramenta de incremento das receitas, eleva-se o brand equity e atrai-se patrocínios. Em termos de mídia, o apelo é forte – trata-se do campeão dos pesos médios do UFC e do “clube da massa” – possibilitando, assim, grandes perspectivas do esporte no Brasil, assim como sua profissionalização.