Esta página pode utilizar cookies.
Warning (2): getimagesize(/wp-content/uploads/2013/04/cenários-escher_.jpg): failed to open stream: No such file or directory [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 44]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Warning (2): Division by zero [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]

As obras do artista gráfico holandês Maurits Cornell Escher (1898 – 1972) podem ser vistas no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba. A exposição no MON, intitulada “A Magia de Escher” é a mostra do artista que explorou as possibilidades do sentido, mostrando como um ponto de vista pode transformar a realidade que observamos. [caption id="attachment_281741" align="aligncenter" width="400"] Cenários criados por Escher desafiam a lógica
da visão (Foto: Divulgação).[/caption] As obras fazem parte do acervo da Fundação Escher, da Holanda. Há dois anos, a mesma exposição esteve em cartaz em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Segundo a curadoria da mostra, essa é a única oportunidade de se ver obras do artista fora do museu holandês. As obras originais de Escher são muito procuradas e existem poucas coleções no mundo. M.C. Escher foi, além de artista gráfico, um matemático. Os desenhos de suas obras se entrelaçam e criam realidades impossíveis na realidade. As ideias propostas por ele desafiam a lógica de quem observa as obras e mostra que um ponto de vista pode criar e modificar até as realidades mais óbvias.