Esta página pode utilizar cookies.
Warning (2): getimagesize(/wp-content/uploads/2013/04/vestibulando.jpg): failed to open stream: No such file or directory [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 44]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Warning (2): Division by zero [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]

Todas as pessoas são avaliadas em vários momentos de suas vidas. Desde a infância, o indivíduo passa por diversas formas de avaliações: pais, amigos, escola, etc. Na medida em que cresce, essas provas se tornam mais complexas e importantes para o mesmo, às vezes são decisivas. O principal exemplo de tudo que estamos falando até agora talvez seja o temido vestibular. De fato, ser vestibulando não é tarefa fácil. Fazer uma prova, em um único dia, que testa seus conhecimentos em diversas disciplinas é algo que exige muitos tipos de habilidades dos candidatos. O vestibular não avalia apenas o conhecimento do indivíduo, avalia sua capacidade de reagir à pressão. Esse aspecto é agravado se pensarmos que toda a vida do estudante é decidida de uma única vez. Se não bastasse o fato de se preocupar com o vestibular em si e em estar pronto para a mesmo, estudando de uma forma exaustiva, o jovem tem que conviver de forma paralela com uma das escolhas mais difíceis de sua vida: a profissão. Definir todo seu futuro profissional exige muita autoanálise. O pior é que, na maioria das vezes, essa decisão é feita na adolescência, uma fase de plena transformação. Não são poucos os relatos de pessoas que optaram por uma profissão e se arrependeram depois. Logicamente, elas podem realizar outro vestibular e começar tudo de novo, no entanto, não podemos negar o tempo perdido com uma decisão equivocada.