Esta página pode utilizar cookies.

Os criativos Miranda Gleiser, diretora de arte, e Osvaldo Neto, redator, são os representantes brasileiros da “Maratona Jovenes Creativos” da edição 2018 do Fiap (Festival Ibero Americano de la Publicidad).

A dupla, que foi escolhida em processo interno da agência, participará de uma competição em Buenos Aires, Argentina, durante o festival que acontece entre 23 e 26 de setembro.

“É muito importante que jovens talentos passem por experiências inspiradoras como essa.”, afirma André Marques, vice-presidente de Criação da agência, que também participa do evento, como membro do júri da categoria “Formatos”.

Miranda Gleiser, 25 anos, é formada em Design de Produtos e Pós-graduada em Inovação, Design e Estratégia pela ESPM. Ela começou sua carreira na Havas Worldwide, onde atendeu marcas do grupo Pão de Açúcar. Este ano, ela ganhou o concurso “Novos Talentos Brasileiros – Design & Arte”.

Ela também se destacou com uma das criadoras do projeto independente “Respeita e Cola” – uma plataforma com as figurinhas das equipes femininas de países que participarão da Copa do Mundo. “Como mulher, acho fundamental levantar esse assunto sobre o nosso papel na sociedade, e aproveitamos o momento da Copa, em que muito se falava sobre as figurinhas do álbum masculino, para chamar atenção das mulheres no esporte.”, conta Miranda.

“Fiquei muito feliz, pois o projeto tem rendido discussão sobre o tema, inclusive na mídia, como no programa “Superpoderosas”, da Band, onde fui chamada para participar ao vivo, para falar sobre empoderamento feminino.”, conclui Miranda.

Osvaldo Neto, 27 anos de idade, começou a trabalhar na área em 2009, ainda no primeiro ano da faculdade. Durante quatro anos foi editor e roteirista em produtoras de vídeo no Interior de São Paulo. A principal delas foi a Oz Produtora, onde trabalhou entre 2011 e 2013, atendendo a clientes como Volkswagen e produzindo os vídeos oficiais das quatro edições da Comic Con Experience. No final de 2013, Osvaldo retornou para São Paulo para trabalhar como redator.

Desde então, o criativo passou pelas agências Fess’Kobbi, Wunderman, Jussi e Crane. “Em 2017, participei do projeto “Tapa no Portifa”, no qual desenvolvi um novo portfólio.”, diz ele.

Ele lembra que entre as peças criadas estava sua carta de apresentação intitulada: “Sua agência precisa de um redator que pense grande. Tipo um filho de empregada metido a ser publicitário. Ela foi compartilhada por grandes nomes do mercado publicitário nas redes sociais até chegar à WMcCann.”, completa Osvaldo.