Esta página pode utilizar cookies.
Warning (2): getimagesize(/uploads/images/deezer_flamengo_wesley_safadao.jpg): failed to open stream: No such file or directory [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 44]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Warning (2): Division by zero [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]
Notice (8): Trying to access array offset on value of type bool [ROOT/plugins/Amp/src/Template/Categoria/conteudo.ctp, line 46]

O Flamengo tem um novo parceiro. O clube fechou com o Deezer, um serviço de música online, por streaming. No aplicativo, haverá um canal para o time, com listas de canções que remetem a momentos marcantes da equipe carioca, como o título mundial de 1981 e os campeonatos brasileiros vencidos nas últimas décadas.

O próximo passo da parceria será a criação de contas dos jogadores do Flamengo. Dessa maneira, os torcedores também poderão acompanhar o gosto musical de seus ídolos. Nomes de fora do futebol, do esporte olímpico, também participarão da parceria.

Para divulgar o Deezer flamenguista, a empresa contou com a presença do cantor Wesley Safadão, que gravou um vídeo para chamar os torcedores para o aplicativo. Ele, inclusive, gravou uma música para homenagear a equipe do Rio de Janeiro.

A estratégia do Deezer é parecida com a de seus concorrentes. O primeiro a chegar no Brasil foi o Napster, que fechou uma parceria com o Corinthians. A estratégia é semelhante: conta exclusivas para corintianos, com acesso a conteúdo focado nos torcedores. Uma das promessas, por exemplo, é mostrar o que os jogadores escutam na concentração.

Outra empresa do segmento que apostou no esporte foi o Spotify. Nesse caso, a companhia acertou uma parceria com o Palmeiras, bastante focada nas playlists dos jogadores do elenco do time.

O Deezer já tem outros contratos com times de futebol, mas sempre estrangeiros. Ainda em 2013, a companhia fechou uma parceria com o Lille, da França. No fim do ano passado, houve um passo maior, com acordos com o Manchester United e o Barcelona.