No meio de todo o conflito e caos político que a Argentina está vivendo, apesar de não chegar nem perto da nossa política, a Chevrolet resolveu tomar partido e se posicionar de forma que conquistasse seus potenciais compradores.

Chevrolet vende 200 carros sem mostrar aos compradores

17/06/2017

No meio de todo o conflito e caos político que a Argentina está vivendo, apesar de não chegar nem perto da nossa política, a Chevrolet resolveu tomar partido e se posicionar de forma que conquistasse seus potenciais compradores.

Com a divisão política do país pelo que ficou conhecido como La Grieta (A Fenda), a Chevrolet começou a se comunicar diretamente com um dos lados, estimulando o reconhecimento dos seus esforços e jogando em cena a palavra meritocracia. Confira como tudo aconteceu no vídeo acima.

E com o estímulo aos meritocratas, amarrando todo o posicionamento da marca com o cenário político da Argentina e com o perfil do Cruze, que seria lançado no país, a marca conseguiu garantir num período de duas horas a pré-venda de 200 veículos.

“A GM decidiu assumir uma posição, mostrando um comprometimento mais profundo com a realidade de seu público-alvo na conjuntura do país. Podemos dizer que metade da população odiou a campanha, mas a outra metade se apaixonou por ela. Ter metade da Argentina entusiasmada com a nossa mensagem não foi pouca coisa”, diz Rodrigo Polignano, diretor criativo da Commonwealth//McCann na Argentina, agência responsável pela ação.

Como citado no vídeo, o posicionamento político da marca também causou críticas negativas vindas do outro lado da “fenda”. Será que valeu a pena?
 


Fonte:: Redação