LISTERINE, enxaguatório bucal de uso diário número 1 no mundo, foi destaque no Snapchat em abril de 2017 por conta de uma campanha criada pela agência Sunset para o dia do beijo.

Campanha de Listerine para o Dia do Beijo bate recorde de engajamento no Snapchat

19/05/2017

LISTERINE, enxaguatório bucal de uso diário número 1 no mundo, foi destaque no Snapchat em abril de 2017 por conta de uma campanha criada pela agência Sunset para o dia do beijo.

A ação, que aconteceu durante o dia 13 de abril, incentivava os usuários do aplicativo a enviarem uma foto com um beijo para a lista de contatos. O filtro foi o mais utilizado desde que a plataforma iniciou sua operação no Brasil, há aproximadamente seis meses. O filtro foi utilizado mais de 500 mil vezes, por mais de 460 mil pessoas, que geraram imagens ou simplesmente aplicaram e compartilharam com os seus amigos.

Para o diretor de criação da Sunset, Rafael Guaranha, o principal motivo do sucesso da ação foi a facilidade no uso do filtro e a adequação do tom de voz da marca a uma linguagem nativa digital. “Nosso maior desafio foi identificar qual mensagem seria uma intersecção entre o que a marca gostaria de comunicar e o que os usuários do Snapchat gostariam de dividir com seus amigos. Se apropriar do meme 'Oi, Sumido(a)', já conhecido no meio digital, não só ajudou os usuários com seus 'contatinhos' como também os conectou à marca”.

Essa é mais uma campanha que faz parte do posicionamento “Solta esse Monstro”, criado a partir do “Estudo do Monstro”, feito em diversos países, incluindo o Brasil, com mais de 6 mil pessoas, entre usuários e não usuários da marca, no Brasil, Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Japão e Tailândia. Criado pela J. Walter Thompson em 2016, o Estudo do Monstro buscou entender as experiências, conquistas, emoções e atitudes pessoais de um usuário de LISTERINE.

Além de valorizarem uma boca saudável, a pesquisa descobriu que os consumidores da marca são ousados e estão prontos para enfrentar um mundo de possibilidades. Algumas atitudes consideradas “comuns” são, por exemplo, o uso de bicicleta para ir ao trabalho, a realização de mais trabalho voluntário e a criação de seus próprios memes. 


Fonte:: Assessoria