Os meios de pagamentos em total disruptura

20/07/2019


Para quem viveu a mudança dos pagamentos em dinheiro real para o dinheiro virtual, agora começa a ver uma outra onda ainda maior aparecendo no mercado de pagamentos. O famoso dinheiro de plástico ou cartões de crédito estão à beira da extinção.

O mercado de meios de pagamentos está se transformando tanto nos players do mercado como no formato do pagamento pelo cliente.

Novos players estão obrigando aos gigantes Cielo, Rede e Getnet a se transformarem e abrirem mão das altas taxas cobradas no varejo, além de buscarem os pequenos, que sempre tiveram muita dificuldade para ter acesso às maquininhas.

E a nova concorrência não vem somente por parte de empresas financeiras, estamos vendo varejistas, app de delivery e táxis, sites de compras e empresas como Sem Parar e Conectcar entre tantas outras, buscando dar opções de meios de pagamentos por meio da tecnologia do QR code ou por intermédio de seus aplicativos.

Todos estão querendo abocanhar este gigantesco mercado, não só pela rentabilidade, mas principalmente para construir um banco de dados valioso com muitas informações de seus clientes e hábitos de compra.

Hoje, o iFood tem um banco de dados que permite a ele identificar muito bem os hábitos de consumo de alimentos como horários de pico, tipo de alimentos mais solicitados, promoções que fazem mais sucesso, restaurantes que são mais bem pontuados, tíquete médio, tamanho do pedido etc., dando a ele uma vantagem competitiva enorme sobre os restaurantes que não possuem nenhuma dessas informações.

E o consumidor está se adaptando rápido a essa nova forma de comprar, com os smartphones, todo este novo mundo de meios de pagamento está acessível de forma muito fácil, diminuindo muito o atrito do pagamento na experiência de compra.

As evoluções ainda não terminaram, hoje temos as maquininhas e o QR code ainda dominando, porém a tendência de tudo isso é desaparecer, com os pagamentos sendo feitos por aproximação, reconhecimento facial ou digital.

Toda esta transformação está sendo muito benéfica para os consumidores. Porém para os varejistas, apesar das taxas estarem diminuindo muito, tem que ter muita atenção para garantir que as informações dos seus consumidores não fiquem somente nas mãos dos meios de pagamentos.

 

Por Marcelo Amarante.

TAGs: artigo marcelo-amarante varejo