"K indevido" tira brinquedo do Kinder Ovo do PDV

18/01/2019


Boneco com balões "KKK" levou algumas pessoas a questionarem referência racista, o que fez empresa retirar produto do mercado.

Nos dias atuais, todo cuidado é pouco quando do lançamento de um produto ou ativação do mesmo. Sempre há um olhar atento enxergando além do que a marca na realidade tinha como proposta.

Confira as últimas novidades do varejo aqui.

A vítima da vez foi um brinquedo-surpresa do Kinder Ovo que teve o produto banido em alguns países, como Austrália e Estados Unidos.

A produtora do chocolate, a Ferrero, interrompeu as distribuições do Kinder Ovo contendo um brinquedo estampado com as iniciais “KKK”, o que levou algumas pessoas a apontarem a referência à Ku Klux Klan.

O fato foi percebido por uma mãe australiana, Kimberley, que demonstrou preocupação com o significado das iniciais do brinquedo tirado no chocolate por sua filha.

Analisando a “falha de design”, Kimberley mencionou que era “Difícil encontrar algo para dizer, já que as iniciais de Kinder Surprise não são ‘KKK’”.

É fácil perceber que os Ks dos balões são referência ao K de Kinder, mas o que faltou foi um planejamento melhor, já que um balão a mais ou a menos teria resolvido o problema.

A mulher então entrou em contato com a página do Kinder Chocolate no Facebook, que prontamente pediu desculpas pela gafe: “Realmente sentimos muito por qualquer ofensa causada devido à inferência dos três K’s juntos no brinquedo… inicialmente, ele foi projetado com um balão com um ‘K’. No entanto, mais dois foram adicionados para fornecer uma estrutura mais robusta.”

A empresa fez o seguinte cometário sobre o assunto:

"A referida surpresa foi inspirada nas comemorações do aniversário de 50 anos de Kinder, comemorado em 2018. Não tivemos absolutamente nenhuma intenção de fazer associações com a Klu Klux Klan e pedimos desculpas aos nossos consumidores por qualquer ofensa causada não intencionalmente. Somos gratos aos nossos consumidores pelo feedback e por nos permitirem avaliar e melhorar constantemente os brinquedos que oferecemos."

 

Fonte: Redação.