Confira as empresas com o maior número de reclamações na Black Friday

02/12/2019


Propaganda enganosa foi a principal queixa entre os consumidores, com quase 29% do total de queixas.

Os descontos nem sempre são o que parecem, ainda mais na Black Friday.

Confira as últimas novidades do varejo aqui.

O site Reclame Aqui recebeu 4.800 reclamações entre às 11h do dia 27, quarta-feira, e às 12h de 29 de novembro. O número representa um aumento de 44% com relação ao mesmo período de 2018, quando foram registradas 3.332 queixas.

A Americanas.com, da B2W, foi a empresa mais reclamada, com 148 queixas, logo acima do site KaBum!, também com 148 reclamações.

O principal motivo das queixas é a propaganda enganosa, com 28,69% do volume, quase um terço de todas as reclamações. Logo depois, aparecem os problemas na finalização da compra, com 11,23% e divergência de valores com 9,44%.

Muitas empresas iniciaram as promoções antecipadamente, então o atraso na entrega também está entre as queixas, em quarto lugar, com 7,83%. Em quinto lugar, está o estorno do valor pago, 4,29%.

Entre os produtos que mais geraram reclamações estão celulares (10,2%), tênis (6,67%), componentes, peças e acessórios (4,32%), TVs (3,7%) e cartões de crédito (3,64%).

A data promocional movimentou mais de 2 bilhões de reais no comércio eletrônico, segundo o site Compre e Confie.

Confira as 10 empresas que mais receberam reclamações até agora:

1 – Americanas.com, loja on-line – 148 reclamações.

2 – KaBuM! – 148 reclamações.

3 – Casas Bahia, loja on-line – 117 reclamações.  

4 – Magazine Luiza, loja on-line – 115 reclamações.

5 – Méliuz – 109 reclamações.

6 – Saraiva, loja on-line e física  – 109 reclamações.

7 – Carrefour, loja on-line – 94 reclamações-

8 – Adidas – 94 reclamações-

9 – Netshoes – 90 reclamações-

10 – Zee Dog – 86 reclamações.

Fonte: Redação.

TAGs: black-friday e-commerce ponto-de-venda