Um dos principais nomes das artes visuais em atividade no Brasil, Miguel Rio Branco abriu exposição individual no Oi Futuro na quinta-feira (16), ocupando todas as galerias do centro cultural no Flamengo.

AVERA
 

Oi Futuro abre exposição “Wishful Thinking”, de Miguel Rio Branco

21/11/2017

Um dos principais nomes das artes visuais em atividade no Brasil, Miguel Rio Branco abriu exposição individual no Oi Futuro na quinta-feira (16), ocupando todas as galerias do centro cultural no Flamengo.

Com curadoria do próprio artista e Paulo Miyada e co-curadoria de Alberto Saraiva, a mostra tem patrocínio da Oi, do Governo do Rio de Janeiro, da Secretaria de Estado de Cultura e da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro. O público poderá visitar a exposição de 17 de novembro até 28 de janeiro de 2018, com entrada franca.

A mostra, que reúne fotografias e instalações imersivas e audiovisuais, vai levar uma paisagem pós-apocalíptica, com plantas, rochas e escombros, para dentro do centro cultural, como parte da instalação Wishful Thinking. “Nossa programação de artes visuais de 2017 foi marcada por grandes mostras, como as retrospectivas de Robert Capa e de Nam June Paik e o projeto Outras Ideias. Fechar o ano com um nome como Miguel Rio Branco é incrível.

Miguel é um dos maiores artistas brasileiros em atividade e tem trazido, cada vez mais,  para a seu trabalho questões cruciais acerca das grandes cidades contemporâneas afirma Roberto Guimarães, gestor de cultura do Oi Futuro. “Com obras sinestésicas e impactantes, Miguel aponta sinais de falência da vida contemporânea e alternativas para a vida do planeta, aproximando o público das cinzas geradas pelo sacrifício e a destruição do passado e do futuro da humanidade”, completa Miyada.

Miguel Rio Branco iniciou sua carreira artística como pintor, tornando-se depois fotógrafo, cineasta e criador de instalações audiovisuais, reconhecido com prêmios nacionais e internacionais. Parte de sua obra pode ser vista em seu pavilhão, inaugurado em Inhotim em 2010.


Fonte:: Redação