Conhecido mundialmente, o Mês do Outubro Rosa é marcado por uma série de ações que ressaltam a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Tony
 

Juxx doa 108 litros de sucos à Fundação Laço Rosa

01/10/2017

Conhecido mundialmente, o Mês do Outubro Rosa é marcado por uma série de ações que ressaltam a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Todos os anos, diversas organizações se unem em prol da causa, que, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer José Gomes da Silva (INCA), corresponde a 28% dos casos dos tipos de câncer entre as mulheres.

Entre as empresas que apoia o movimento, está a Juxx, pioneira na produção de sucos funcionais no Brasil, que acaba de doar 108 litros de sucos, nos sabores de Blueberry Zero e Cranberry Zero, para o “Coquetel Outubro Rosa”, realizado no dia 3 de outubro, no Rio de Janeiro (RJ).

O evento organizado pela Fundação Laço Rosa faz parte do calendário da cidade e é marcado pela iluminação especial do Cristo Redentor e de outros pontos de grande circulação, que ao longo do mês ficarão iluminados pela cor rosa.

Segundo o fundador e diretor da Juxx, Edson Mazeto, “a motivação para participarmos desse evento é a vontade de que a mulher crie consciência da grande importância na prevenção e no combate ao câncer de mama”. Segundo ele, a Juxx sempre patrocina eventos ligados à saúde da mulher, esta não é a primeira e nem a última vez. “Prezamos pela qualidade e saudabilidade das nossas bebidas e o público feminino é o mais fiel aos produtos da marca”, pontua.

Organizado anualmente nessa mesma data, o Coquetel Outubro Rosa tem como objetivo chamar a atenção de políticas públicas para a doença e conta com a participação de diversas celebridades, artistas e formadores de opinião. Todos os convites do evento são revertidos integralmente para a Fundação Laço Rosa, responsável pelo Mês do Outubro Rosa no Rio de Janeiro e que busca transformar a fase dolorosa das vítimas desse câncer em fonte de inspiração para outras pessoas. A Fundação luta para que cresça o número de informações disponíveis para identificar e prevenir o câncer de mama. 


Fonte:: Redação