A queima de fogos do Reveillón carioca de 2018 terá uma novidade, além da já anunciada duração recorde de 17 minutos. A pirotecnia virá sincronizada a uma trilha sonora que já está sendo desenvolvida pelo produtor carioca Daniel Lopes.

AVERA
 

Daniel Lopes assinará trilha dos fogos do Reveillón carioca

03/12/2017

A queima de fogos do Reveillón carioca de 2018 terá uma novidade, além da já anunciada duração recorde de 17 minutos. A pirotecnia virá sincronizada a uma trilha sonora que já está sendo desenvolvida pelo produtor carioca Daniel Lopes.

A experiência reúne dois fornecedores que atuaram separadamente no último Rock in Rio: Lopes, que esteve na ação da Coca-Cola pela SRCOM, e o catarinense Marcelo Kokote Andrade, da Vision Show, que assinou a queima de fogos do festival.

A excitação de Daniel Lopes ao falar do projeto faz sentido, pela grandeza do evento:

— Esse é um trabalho diferente de tudo o que já fiz na vida, até por imaginar que estarão vendo o show na praia mais de dois milhões de pessoas em vários quilômetros de extensão, musicando fogos disparados a partir de 12 balsas e por tanto tempo seguido. Quero fazer alguma coisa que seja emocionante para todo mundo! — exclama o músico.

Daniel revela para a Janela que o trabalho já começou, nos bastidores, há alguns meses. Uma curiosidade é que, ao contrário do que alguns podem pensar, o show pirotécnico não segue uma sequência aleatória. Todos os fogos disparados por Kokote tem sua simulação em 3D. Com isso, é possível tanto ao pirotecnista planejar exatamente o desenho que será visto pelo público nos céus de Copacabana como Daniel Lopes escolher a trilha mais adequada para sincronizar com cada momento.

Lopes adianta que a trilha seguirá o tema “Abraço”, escolhido pela Riotur para a festa que a SRCOM está produzindo. No playlist estarão tanto músicas originais como remixes de canções que possam ser reconhecidas pelos brasileiros e pelos estrangeiros presentes ao evento.

Daniel Lopes, que já passou pela produtora Silence, ressalva que não deixou de fazer seus trabalhos para publicidade, agora em parceria com a Capitão Musical. Mas a produção de trilhas tem crescido no seu portfólio. No momento, ele também está trabalhando para dois longas: “Tudo por um popstar”, do diretor Bruno Garotte, e “Missão Cupido”, de Rodrigo Bittencourt. 


Fonte:: Redação