Na categoria Comunicação Integrada, Binder, BR Distribuidora, Bradesco Seguros e Neogama foram as vencedoras. Na categoria Marketing Digital, os vencedores foram o Banco do Brasil, Ipiranga Brasil, IBM Brasil, Shopping Conjunto Nacional.

AVERA
 

ABMN anuncia vencedores do Prêmio Marketing Contemporâneo

07/12/2017

Na categoria Comunicação Integrada, Binder, BR Distribuidora, Bradesco Seguros e Neogama foram as vencedoras. Na categoria Marketing Digital, os vencedores foram o Banco do Brasil, Ipiranga Brasil, IBM Brasil, Shopping Conjunto Nacional.

O Grupo RIC SC, Natura e Pfizer foram os vencedores na Categoria Marketing Institucional. Coca-Cola e Onzevinteum levaram os prêmios da Categoria Marketing Promocional. A categoria Produto elegeu Artplan, Mercedes Benz e WMcCann, enquanto que os vencedores da categoria Marketing de Relacionamento foram Aliansce Shopping Centers, Grupo Hinode e Citroën. Na Categoria Responsabilidade Social e Sustentabilidade, os vencedores foram FQM Melora e Ypê.

Foram contempladas 21 empresas, dos setores: Shopping Centers; Instituição Financeira; Seguros; Distribuidora de Combustíveis; Indústria da Beleza, Perfumes e Higiene Pessoal; Automotivo, Farmacêutico, Indústria da Comunicação, Bebidas, Indústria de Higiene_Limpeza e Tecnologia.

A cerimônia do Prêmio Marketing Contemporâneo 2017, que traz como tem “Um prêmio para realizadores”, acontecerá no Copacabana Palace, dia 18 de dezembro no Rio de Janeiro. O evento é para 500 pessoas. A edição conta com patrocínio da Record TV, Portal R7 e Record News e apoio institucional da Prefeitura do Rio e da Riotur. Esta edição conta também com apoio do Lide.

Para o Presidente da ABMN, Thomaz Naves, “nas categorias que compõem o Prêmio, reconhecemos um legado brilhante de divulgar, inspirar e construir grandes marcas”.

Originals -  Da seleção de vencedores, aqueles que desafiaram as regras, ousaram trilhar caminhos incomuns e transformaram sua visão em realidade, são contemplados com o troféu Originals.

Os cases são distribuídos para uma banca formada por experientes profissionais do mercado. Cada case é avaliado por quatro jurados - que não sejam concorrentes, funcionários ou prestadores de serviço da empresa que o inscreveu. Nessa avaliação são atribuídas notas em quatro níveis - "Fraco",  "Razoável",  "Bom" e "Excelente" - com uma exposição de motivos que o fazem merecer tal avaliação. Caso, na opinião dos jurados, o desempenho do case seja excepcional - quer seja pela inovação, quer seja pela soma de eficácia e eficiência apresentada, quer seja pela qualidade dos resultados alcançados-, os jurados devem indicar o case como merecedor potencial Original na categoria.

Concluída esta etapa, os cases indicados como Originals – pelos jurados - são submetidos ao Top Committee, hoje com 5 integrantes, que devem corroborar (ou não) as indicações. Quando dois ou mais integrantes concordam, aí então o case recebe tal distinção. 


Fonte:: Redação