Desde 1979, a época da colheita do Guaraná, principal fonte de renda da população de Maués, é celebrada com uma grande festa. E Guaraná Antarctica, que tem a cidade como berço, é o principal apoiador e patrocinador, junto a Prefeitura e Governo do Amazonas, do evento que já entrou para o calendário turístico do Estado.

Guaraná Antarctica celebra a 38ª edição da Festa do Guaraná em Maués

01/12/2017

Desde 1979, a época da colheita do Guaraná, principal fonte de renda da população de Maués, é celebrada com uma grande festa. E Guaraná Antarctica, que tem a cidade como berço, é o principal apoiador e patrocinador, junto a Prefeitura e Governo do Amazonas, do evento que já entrou para o calendário turístico do Estado.

A Festa do Guaraná, que todos os anos tem uma atração nacional – já estiveram por lá nomes como Claudia Leitte, Gustavo Lima e Monobloco e este ano recebe Wesley Safadão -  fomenta principalmente a cultura regional e acontecerá nos dias 7, 8 e 9 de dezembro, nas areias da Praia da Maresia, em Maués (253km de Manaus).

No primeiro dia da festa, a principal atração é o pop rock da banda amazonense Official 80. Safadão comandará o dia 8, que terá também shows da cantora amazonense Jocy Carvalho e outras bandas locais e regionais. No terceiro (9) o “Rei do Arrocha”, Guto Lima, encerra o evento que tem expectativa de atrair 60 mil visitantes. Também haverá apresentação da lenda da fruta, concurso Rainha do Guaraná e torneios esportivos.

Com duração de três dias, a festa gera até 800 empregos diretos e indiretos e incentiva, principalmente, o turismo na região. Durante da festa, as pessoas poderão visitar a Rota do Guaraná que mostra toda a cadeia produtiva da fruta e quiosques com artesãos que expõem peças exclusivas feitas a partir da fruta, além de saboreá-la em suas várias versões.

Principal apoiador do evento e do desenvolvimento de produtores locais, o Guaraná Antarctica reforça sua relação com a cidade ao patrocinar mais uma edição da festa. “O Guaraná Antarctica nasceu em Maués e, por isso, temos um compromisso histórico com a cidade, seus produtores locais e a cultura do guaraná que se confunde com a nossa história. Nesse sentido, nada mais natural do que compartilharmos esse momento de festa com a população de Maués e levar a cultura do guaraná para todo o Brasil” declara Edivaldo Galetti, gerente fabril de Guaraná Antarctica.

Em Maués, Guaraná Antarctica mantém a Fazenda Santa Helena, local onde desde 1971 a marca estuda e desenvolve as melhores técnicas para o cultivo do fruto e é considerado o maior berço de guaraná para todo o mundo. Além do cultivo, a marca ainda produz mais de 60 mil mudas ao ano que são doadas para produtores familiares da região que são treinados e capacitados para o cultivo de forma sustentável e produzem a maior parte de todo o guaraná usado na produção do refrigerante. 


Fonte:: Redação