Recife e Olinda foram as cidades visitadas pelos profissionais de Santa Catarina - arquitetos, designers e decoradores - a convite do Núcleo Catarinense de Decoração (NCD), entidade que encabeça viagens como esta a partir do projeto Experiência Cultural.

NCD leva grupo de profissionais para conhecer os encantos de Recife e Olinda

20/09/2017

Recife e Olinda foram as cidades visitadas pelos profissionais de Santa Catarina - arquitetos, designers e decoradores - a convite do Núcleo Catarinense de Decoração (NCD), entidade que encabeça viagens como esta a partir do projeto Experiência Cultural.

A programação, entre os dias 12 e 15 de setembro, foi especialmente focada na história dos destinos. O roteiro incluiu passada pela Praça do Arsenal da Marinha, Embaixada de Pernambuco, Embaixada dos Bonecos Gigantes, Praça do Marco Zero, Capela Dourada e a Casa da Cultura, instalada na antiga Casa de Detenção, hoje é o centro do artesanato de Recife.

Além de um tour por Olinda, primeira capital de Pernambuco e consagrada pela UNESCO como Patrimônio Natural e Cultural da Humanidade. Um dos pontos altos do passeio foi o almoço especial no Restaurante Camarada, em 13 de setembro, que teve bate-papo com o arquiteto Carlos Augusto Lira, um dos maiores colecionadores de arte popular - o acervo é composto por mais de 7 mil peças - no país.

Carlos fechou o encontro com uma sessão de autógrafos do seu mais novo livro "A Lírica de Carlos Augusto Lira", que mostra as artes populares em um diálogo com o erudito.

Destaque ainda para a Oficina de Cerâmica do artista e ceramista Francisco Brennand, construída em 1971 sob as ruínas de uma olaria do início do século 20, nas terras do Engenho Santos Cosme e Damião, no bairro histórico da Várzea.

Antiga fábrica de tijolos e telhas herdada do seu pai, a Cerâmica São João virou museu que guarda a história do artista pernambucano e onde é possível mergulhar no seu território de criação em meio a um conjunto arquitetônico monumental. O próprio Brennand recebeu o grupo e dedicou tempo extra para falar sobre a sua vida e feitos.

A casa-ateliê de outro artista pernambucano também entrou para a rota do NCD. Joelson Gomes foi anfitrião mais do que perfeito na abordagem da sua exposição "A Casa Simples", que acaba de entrar em cartaz no endereço. Há 13 anos, o artista escolheu o bairro do Poço da Panela, antigo povoado de Recife, para morar, trabalhar e receber com um café quente quem chegar.

"Recife e Olinda encerram as experiências culturais promovidas pelo NCD este ano com muito conteúdo. Elaboramos sempre roteiros especiais, que aproximam os profissionais de arquitetura, decoração, design e lojistas do universo da arte, cultura, comportamento.

Fechamos o ano com chave de ouro e em 2018 terá nova etapa do projeto com escala em Berlim e Belém", explica Clemar de Souza, presidente estadual do Núcleo Catarinense de Decoração (NCD). A entidade atua em seis regionais do Estado: Norte (Joinville), Litoral, Vale (Blumenau), Sul (Criciúma), Floripa e Oeste (Chapecó).


Fonte:: Redação