O Maceió Verão 2018 teve início neste sábado (6) e atraiu milhares de pessoas ao Estacionamento de Jaraguá.

Abertura do Maceió Verão tem Estacionamento de Jaraguá lotado

08/01/2018

O Maceió Verão 2018 teve início neste sábado (6) e atraiu milhares de pessoas ao Estacionamento de Jaraguá. Na área interna, a estimativa da Polícia Militar era de 30 mil pessoas, mas do lado de fora ainda havia muita gente forçando a entrada, o que provocou tumulto e muita correria.

Quem conseguiu entrar, cantou e dançou durante horas ao som de Igbonan Rocha, Wilma Araújo, Léo Santana e Cláudia Leitte. A enfermeira Nilda Paulino trouxe o marido e a cunhada para curtir os shows, mas quem ela queria ver mesmo era o "gigante" Léo Santana.

"Nós duas gostamos muito do som dele. Chegamos agora há pouco só pra isso, e também olhar a festa, que está muito bonita", afirma Nilda.

O marido dela, o pintor Fernando dos Santos, brinca que, por causa do dinheiro curto, não deu para comprar camarote esse ano, única área que é preciso pagar para entrar, nas demais, a entrada é gratuita.

"Viemos no ano passado, mas ficamos no camarote. Mas como nesse ano o dinheiro foi pouco, vamos ficar no meio do povão mesmo", conta rindo. Além do público, dentro do evento também havia os ambulantes, que conseguiram direito na Justiça para vender na área interna da estrutura do festival.

"Eu estava preocupado de não poder vender aqui dentro. A Defensoria ajudou a gente. As vendas aqui estão nota 8 até agora. Indo bem", conta o vendedor Rafael Cícero da Silva.

O esquema de segurança do primeiro dia contou com cerca de 300 pessoas, entre PMs, seguranças particulares e guardas municipais. O que, segundo o major Paulo Eugênio, coordenador da segurança do evento, não foi suficiente para fazer revista em todo mundo que chega.

"Existe um projeto que foi inspecionado pelo Corpo de Bombeiros, que limitou a quantidade de público em 30 mil pessoas. Estamos selecionando quem entra, porque se tiver gente demais aqui, pode expor as pessoas a risco. É para segurança deles mesmos", explica o major.

Mesmo assim, houve tumulto na metade do show, já durante a noite. A multidão que ficou do lado de fora do evento forçou a entrada e acabou derrubando parte do portão que dava acesso ao local.

A Polícia Militar precisou agir, disparando tiros de bala de borracha. Ao menos uma bomba de efeito moral foi detonada para dispersar a multidão que não conseguiu entrar. Algumas pessoas foram detidas e outras, que passaram mal na confusão, foram atendidas pelo Corpo de Bombeiros.

Quem tentava entrar de qualquer jeito, atirava latas e garrafas na direção dos policiais. Dois deles, um do lado de dentro e outro do lado de fora, lotado na cavalaria, foram atingidos por latas.

A assessoria do evento informou que eram esperadas 30 mil pessoas, mas que, segundo a Guarda Muncipal, havia cerca de 50 mil, contando com quem ficou do lado de fora. A organização disse ainda que o tumulto foi controlado pela equipe de segurança e pela PM e que ninguém se feriu.
 


Fonte:: Redação