A Semana Criativa de Tiradentes que acontecerá de 26 a 29 de outubro. É a primeira edição de um festival que reunirá pessoas de todo Brasil em palestras, cultura maker, ações criativas, workshops.

Semana criativa de Tiradentes

26/09/2017

A Semana Criativa de Tiradentes que acontecerá de 26 a 29 de outubro. É a primeira edição de um festival que reunirá pessoas de todo Brasil em palestras, cultura maker, ações criativas, workshops e até um agulhaço que vai acontecer dentro de uma igreja histórica e ganhar a praça principal da cidade com tricoteiras, crocheteiras e bordadeiras.

O festival tem uma importante missão: promover o intercâmbio de conhecimento entre o contemporâneo e o tradicional para levar renovação e frescor para o artesanato local. E principalmente resgatar tradições e valorizar o design de raiz.

Por isso, seis renomados designers brasileiros foram convidados a cocriar ao lado de cinco artesãos locais antes da realização da Semana Criativa. Este coletivo fará duas imersões com duração de uma semana cada com a proposta de trocar conhecimento e produzir móveis ou objetos que, posteriormente, serão apresentados durante o evento.

A expectativa é que os artesãos multipliquem os conhecimentos que adquiriram durante o processo em suas comunidades, engajando mais pessoas para as próximas edições.

Os designers convidados são Daniela Karam; Maria Fernanda Paes de Barros (Yankatu); Paulo Alves; Mauricio Arruda e a dupla André Bastos e Guilherme Leite Ribeiro (do estúdio Nada se leva). Os artesãos confirmados são: a bordadeira dona Maria; dona Lilia, que produz as cruzes de Tiradentes; o marceneiro e serralheiro Wagner Trindade; o escultor de arte sacra Rondinelly Santos; e o escultor em pedra-sabão Expedito Jonas de Jesus.

Outro momento importante será a homenagem, através da exposição de móveis e objetos, que marcaram a história da Oficina de Agosto, projeto criado por Antonio Carlos Bech, o Toti, no início dos anos 1990, com artesãos de Bichinho, vilarejo próximo de Tiradentes, no município de Prados. Toti criou um estilo, formou artesãos, gerou nova fonte de renda para as famílias locais e deu novo significado ao artesanato da região. Até hoje, a Oficina de Agosto é uma referência importante do artesanato mineiro para o país.


Fonte:: Redação