As tradições, os ofícios, a arte, a arquitetura e todo o conjunto de bens culturais que caracterizam a identidade nacional são celebrados simbolicamente no dia 17 de agosto, quando se comemora o Dia do Patrimônio Cultural Brasileiro.

Novo emblema representará Patrimônio Cultural Brasileiro

16/08/2017

As tradições, os ofícios, a arte, a arquitetura e todo o conjunto de bens culturais que caracterizam a identidade nacional são celebrados simbolicamente no dia 17 de agosto, quando se comemora o Dia do Patrimônio Cultural Brasileiro.

Para celebrar a data, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) lança uma nova identidade visual, que irá, a partir de agora, simbolizar o Patrimônio Cultural Brasileiro.

O emblema, que é um marco na promoção, difusão, sinalização e proteção do Patrimônio Cultural Brasileiro, foi escolhido por meio de um concurso nacional, que elegeu como vencedor o projeto criado pelo designer Fábio Lopez e que agora deverá ser utilizado, não só pela instituição, mas por todos os parceiros na gestão e valorização dos bens representativos da cultura nacional.

A nova identidade será lançada em Belo Horizonte (MG), no dia 16, no Auditório do Museu de Arte da Pampulha. Saiba mais: http://portal.iphan.gov.br/noticias/detalhes/4270/emblema-do-patrimonio-cultural-brasileiro-sera-lancado-em-belo-horizonte.

O Dia do Patrimônio Cultural ganha destaque ainda maior nesse ano, quando Iphan também celebra seus 80 anos. Assim, uma intensa agenda de atividades está programada para todo o país.

O lançamento do emblema em Belo Horizonte é parte dessa programação e ocorrerá dentro do Seminário Internacional Desafios da Gestão do Patrimônio Cultural Moderno, (link: http://portal.iphan.gov.br/noticias/detalhes/4266/gestao-de-patrimonio-moderno-e-tema-de-seminario-internacional) que será realizado pela instituição na capital mineira, entre os dias 16 e 19 de agosto.

A escolha da cidade não se deu por acaso. A política de preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro teve sua origem em Minas Gerais, com a proteção de cidades como Ouro Preto e Diamantina. Mais tarde, o Conjunto Moderno da Pampulha, em Belo Horizonte, também se tornou um marco na preservação, representando o movimento moderno no Brasil junto à Unesco.

Assim, a realização do seminário, que é aberto ao público e traz diversas participações internacionais, vem aprofundar as discussões sobre o reconhecimento desses bens e os desafios de sua conservação e gestão.

Ouro Preto, antiga capital mineira, também não fica de fora das comemorações do Iphan. No dia 18 de agosto, às 15h, será entregue a primeira etapa da restauração da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias (link: http://portal.iphan.gov.br/noticias/detalhes/4267/ouro-preto-mg-recebe-primeira-etapa-de-obras-em-igreja-simbolo-do-barroco), um dos principais símbolos do barroco mineiro e sede do Museu de Aleijadinho.

O Iphan, por meio do PAC Cidades Históricas, investiu cerca de R$4 milhões na restauração arquitetônica do bem e ainda prevê uma nova etapa de obras, a ser anunciada na mesma data, para a restauração dos elementos artísticos integrados da igreja.

Todos os eventos estão abertos ao público e terão a participação da presidente do Iphan, Kátia Bogéa, além de diretores da instituição e outros especialistas nos temas.


Fonte:: Redação