Reino Unido bane comerciais da Philadelphia e Volkswagen

15/08/2019


Órgão regulador de publicidade diz que anúncios infringem suas regras de estereótipos de gênero. Fiscalização tornou-se mais efetiva desde dezembro de 2018.

publicidade reino unido O Reino Unido baniu anúncios de duas grandes empresas por considerar que eles perpetuam estereótipos de gêneros.

As principais novidades do universo da propaganda estão aqui.       

Os comerciais da Philadelphia e da Volkswagen foram autuados pela Advertising Standards Authority (ASA), órgão regulador de publicidade no Reino Unido.

Segundo a ASA, as campanhas infringem suas regras de estereótipos de gênero, que se tornaram mais rigorosas desde dezembro de 2018. As medidas funcionam para impedir que anúncios incluam “estereótipos de gênero que possam causar danos ou ofensas graves ou generalizadas”.

publicidade reino unido

O primeiro anúncio a ser investigado foi o da Philadelphia, que recebeu 128 queixas depois de ir ao ar na TV. O filme mostra dois pais atrapalhados que acidentalmente deixam seus filhos em uma esteira rolante.

Entre trocas de bebês, trabalhadas e apreciação de um bagel com o produto da marca, as reclamações apontam para um reforço da ideia que “Homens não conseguem cuidar (bem) dos filhos sozinhos”.

Caso não consiga visualizar o vídeo clique aqui.

Em sua defesa, a Mondelez – que nessa semana já lançou um comunicado em relação à procura por crianças magras e “angelicais” para um anúncio da Milka – disse que o objetivo do comercial era destacar o produto numa situação humorística em que os pais acharam tão delicioso que se distraíram momentaneamente enquanto cuidavam de seus filhos.

Já no caso da Volkswagen, a ASA diz ter recebido 3 reclamações do público, alegando que, mais uma vez, a representação de atividades de aventura e superação é feita por intermédio de homens, enquanto as mulheres aparecem em papéis mais “fofos”.

Caso não consiga visualizar o vídeo clique aqui.

A Volkswagen argumentou que a mensagem central de seu anúncio do eGolf é “A capacidade do espírito humano de se adaptar aos desafios e mudanças trazidos pelas circunstâncias”, e também argumentou que os personagens foram mostrados realizando ações que não eram estereotipadas para um gênero.

A ASA informou que um terceiro comercial ainda recebeu reclamações do público, o da água mineral Buxton, distribuída pela Nestlé. Segundo o órgão regulador, eles receberam 5 queixas contra o anúncio que traz 3 personagens praticando suas diferentes habilidades enquanto bebem água: uma bailarina, um baterista e um remador.

Mais uma vez, o protesto é sobre os estereótipos colocados em profissões e atividades realizadas por homens e/ou mulheres.

Caso não consiga visualizar o vídeo clique aqui.

Em resposta, a Nestlé disse que o anúncio apresentava pessoas reais que praticam aquelas atividades, e argumentou que eles não deveriam ser definidos por gênero, mas pelas dificuldades que tiveram que superar.

Porém, no caso da Buxton, a ASA decidiu não proibir o anúncio, uma vez que, segundo eles, não quebrava a nova regra de estereótipo de gênero, “Concordando em retratar grandes realizadores e ilustrando o trabalho árduo e a perseverança dedicados ao desenvolvimento de suas habilidades a um nível de especialista.”

Quanto aos anúncios da Philadelphia e da Volkswagen, eles estão realmente proibidos de circular no Reino Unido.

Fonte: AdAge.

TAGs: mondelez nestlé philadelphia publicidade volkswagen